COMPARTILHAR

17

O vinho português Pedro e Inês (R$ 270,00), produzido pela Global Wines na Quinta de Cabriz, Dão, homenageia uma trágica história de amor, que se passou em Coimbra no século XIV. O príncipe Pedro se casou com a princesa espanhola Constança, mas se apaixonou por uma das damas de companhia dela, Inês de Castro. O rei de Portugal, D. Afonso IV, condenou Inês ao exílio. Constança morreu ao dar à luz Fernando, herdeiro do trono português, então Pedro trouxe de volta Inês para viver com ele.

Mas intrigas levaram D. Afonso a ordenar a decapitação de Inês em 1355, quando Pedro estava ausente. Dois anos depois, com a morte do pai, ele assumiu o trono como D. Pedro I. Afirmou que havia se casado secretamente com Inês e, portanto, ela era rainha. Diz a lenda que Pedro exumou o cadáver e colocou uma coroa em sua cabeça, obrigando os nobres a beijar sua mão, mas de nada adiantava, pois “agora Inês é morta”. O palácio onde eles se encontravam se tornou a Quinta das Lágrimas, onde há um hotel de luxo e dois restaurantes.

O LENDÁRIO Pedro e Inês
(Divulgação)

Deixe uma resposta