COMPARTILHAR

A Palavra

Para começar bem a semana: “Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. Não sejais vagarosos no cuidado; sede fervorosos no espírito, servindo ao Senhor; Alegrai-vos na esperança, sede pacientes na tribulação, perseverai na oração”. (Romanos 12:10-12)

 

Eles nas redes sociais

“Quer economizar dinheiro? Faça sua comida. Quer comer melhor? Faça sua comida. Quer proteger o meio ambiente? Faça sua comida. Quer um hobbie maravilhoso e útil? Faça sua comida. Quer cuidar da sua saúde? Faça sua comida.”

@logalery

***

“A cada dia que passa eu tenho mais certeza que saber ficar calada é essencial”

@babi

 

CINTYA Scárdua e Rúbia Galvão em coquetel na Ilha
(Thuanny Louzada)

 

 

Empreendedorismo

Criação de novas empresas bate recorde: de janeiro a junho, 5.820 negócios foram abertos no Estado, o maior número desde 2013. O crescimento foi impulsionado pelo índice de desemprego e pela desburocratização, segundo a secretaria de Estado da Fazenda.

***

José Lino Sepulcri, presidente da Fecomércio-ES, vê avanços na retomada da economia. “Hoje as pessoas iniciam um empreendimento já identificando uma demanda, criando empresas bem planejadas e com melhores chances de crescer. O PIB capixaba saltou 0,5% no primeiro trimestre, sinal de que a atividade econômica começou a voltar após períodos consecutivos de queda”, avalia.

***

Para Léo de Castro, presidente da Findes, o País tem uma cultura empreendedora forte que, muitas vezes, é tolhida pela burocracia, difícil acesso ao crédito e logística complicada. “Esse recorde mostra nossa vocação nata. É preciso estudar e testar bem o mercado, ter cautela, se planejar financeiramente e entregar um produto que resolva algum problema da sociedade”, sugere.

***

Levantamento do Sebrae aponta que, no Estado, os pequenos negócios representam 99% das empresas. Juntas, são responsáveis por 60% dos empregos formais e 28% do PIB capixaba. Dados de julho registram mais de 180 mil microempreendedores individuais, pessoas que encontraram no empreendedorismo uma alternativa de formalização, inclusão e renda. “Mas o empreendedor precisa analisar os riscos, a concorrência, os gastos e o mercado”, orienta o superintendente do Sebrae/ES, José Eugênio Vieira.

***

Michel Sarkis, diretor-presidente do Banestes, concorda. “Muitas vezes, o recurso que o empresário tem é aplicado de forma errada ou sem planejamento, e isso gera consequências danosas para a viabilidade da empresa. Planejar, buscar qualificação, conversar com outros que traçaram o mesmo caminho e ter o apoio de especialistas financeiros são fundamentais para os primeiros meses dessas empresas”, avalia.

 

ARLY Coelho e Karla Giaretta em inauguração de espaço fashion na Praia do Canto
(Eduardo Perciano)

 

 

 

Porta da frente

O número de furtos em condomínios aumentou 56% este ano no País. O especialista em condomínios Marcio Rachkorsky diz que, na maioria absoluta dos casos, os bandidos entraram pela porta da frente, sem nenhum tipo de violência, ou seja, usando lábia. “Não adianta investir uma fortuna em biometria, guarita blindada e outras tecnologias se o porteiro não é bem treinado”, avalia.

 

Mais semáforos

Como se já não bastasse o congestionamento diário no acesso à Terceira Ponte, em Vitória, via Praça do Cauê, o município vai instalar mais dois semáforos na região. Os equipamentos começam a funcionar hoje no cruzamento da Praça do Cauê com a rua Almirante Soído e outro no entroncamento das ruas Alaor de Queiróz Araújo e Dra. Odete Braga Furtado.

 

11 segundos

“Diga o que o traz aqui hoje”, questiona o médico. E o paciente tem que ser rápido na resposta. Isso porque 67% deles só ganham a atenção dos médicos durante 11 segundos, aponta estudo de cientistas dos Estados Unidos e do México, publicado no Journal of General Internal Medicine. Amiga da coluna concorda. “Fui a um cardiologista que não me deu atenção nem perguntou meu histórico familiar. Aferiu minha pressão e já foi receitando remédio para dormir”, conta. Há exceções.

 

O ARTISTA e professor Lincoln Dias entre Sandra Matias e Lara Brotas em noite de curso de arte moderna e contemporânea

 


Película de celular

Um fábrica na Serra de películas de gel para telefone celular está ganhando o mercado internacional. Com capacidade de produzir até 1,5 milhão de unidades por mês, projeta fechar o ano de 2018 com R$ 1 milhão de faturamento com as vendas. O investimento total foi de R$ 2,5 milhões. O grande lance do negócio é que o processo necessita de apenas um colaborador para a película ficar pronta!

 

Gestão do Hidroavião

Até o fim deste mês, pessoas jurídicas de direito privado sem fins lucrativos poderão se inscrever no edital de chamamento público para gestão e desenvolvimento de atividades no Cais do Hidroavião, em Vitória. A vencedora arcará com os custos de reforma, restauro e revitalização do imóvel, bem como a reforma do cais e a instalação de um flutuante para atracamento de pequenas embarcações. A área ainda tem que ser cedida pela Secretaria de Patrimônio da União (SPU).

 

Chocolate saudável

Será que tudo que se gosta é ilegal, é imoral ou engorda? Para os chocólatras, pelo menos um item pode ser retirado dessa lista. A farmacêutica Luiza Scardua ressalta que existem chocolates saudáveis e que até mesmo um produto que se assemelha ao famoso creme de avelã é possível fazer de forma menos calórica. “Produzimos a partir da combinação de Whey Protein, cacau orgânico, óleo de coco e óleo de amendoim. É uma mistura perfeita para quem tem aquela vontade de comer um docinho sem sair da dieta”, orienta.

 

Carta dos policiais

A 1ª Reunião de Trabalho Interinstitucional de Atenção à Saúde dos Operadores da Segurança Pública no Espírito Santo, realizada semana passada, vai resultar em uma carta de intenções para gestores públicos, com estratégias de cuidados à saúde desse trabalhador. “Este debate é de grande importância principalmente pela integração entre as forças de segurança em torno de um problema em comum e que muitas vezes é negligenciado”, afirma a assistente social da Polícia Federal Gegliola Campos da Silva.

 

Redentor capixaba

O Monumento ao Cristo Redentor de Guaçuí, maior símbolo turístico da cidade, começou a receber nova pintura, em uma parceria público-privado. Também estão sendo pintadas todas as instalações na base do Cristo Redentor, os banquinhos e os brinquedos do parque infantil.

 

Chave automática

Pesquisadores da Universidade de Birmingham divulgaram um estudo mostrando como as chaves automáticas dos carros modernos estão suscetíveis à ação de criminosos, com possibilidade de clonagens. Para não cair nessa falha, especialistas recomendam embrulhar as chaves automáticas em papel alumínio, que pode ajudar a bloquear a transmissão de informações. Mais antiquado que isso, impossível!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorA CASA dos Braga é um importante centro cultural da Capital Secreta. Vale a visita!
Próximo artigoFrida Kahlo ganha exposição inspiradora em Londres
Foto de perfil de Maurício Prates
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta