COMPARTILHAR

PÉROLAS

 

“Sou incompetente no manejo desta máquina. Que saudades das máquinas de escrever Remington.”

João Baptista Herkenhoff, juiz aposentado e escritor, sobre computadores e as boas e velhas máquinas de escrever.

 

“Ele deixa de ganhar rendimentos, de investir esse dinheiro na poupança, em títulos públicos. Então, está deixando de ter uma rentabilidade. Um outro problema é que aumenta o risco de roubo, furto, ou mesmo incêndio.”

Do professor de Contabilidade Fernando Galdi, sobre os candidatos capixabas que declararam à Justiça Eleitoral possuir cerca de R$ 6,7 milhões em espécie, ou seja, em dinheiro vivo.

 

“A Enseada do Suá vem recebendo empreendimentos de alto padrão, principalmente comerciais. Tem uma localização central.”

Aristóteles Passos Costa Neto, vice-presidente da Câmara Brasileira da Indústria da Construção (CBIC), sobre o bairro de Vitória que ganhou um novo condomínio residencial e comercial, além de uma faculdade.

 

“A fisioterapeuta falou que vai ser bom esse tempo que eu não vou fazer quadradinho para eu me recuperar. Ela vê o trabalho descendo pelo esgoto.”

Da cantora Anitta, que vai ter que reduzir o rebolado por conta de uma hérnia de disco.

RAQUEL Valinho, Richarda Littig e Cristina Fontes na Galeria 027, no Shopping Vila Velha
(Cloves Louzada)

 

 

Eles nas redes sociais

“Receber ligação no outro dia é legal. Mas você já recebeu restituição de IR?”

Hanna Estevam

***

“O varejo brasileiro imita os americanos mas os impostos são belgas, a infraestrutura é africana, as leis norte-coreanas, os políticos venezuelanos, e os empresários são do Cirque Du Soleil, porque só com malabarismo pra aguentar.”

Bernardo Tirre

 

 

NOSSA DICA

 Gotas de ouro

Já está planejando que presente de Natal vai dar para sua amada? Uma sugestão é o perfume Idylle, da Guerlain, em edição especial que traz a embalagem em forma de gota de perfume, criada pelo designer Ora Ito, toda em ouro 18 quilates. A caixa é de madeira e o frasco vem envolto em um interior trabalhado em cristal Baccarat. O custo é US$ 45 mil (perto de R$ 183 mil).

O aroma é um buquê de flores frescas, formado por lírios do vale, peônias e frésias, com destaque para um blend de rosas búlgaras colhidas manualmente e traços de raspberry e lichia. Romântico e ousado.

 

O IDYLLE, da Guerlain, em sua embalagem criada em forma de gota de perfume pelo designer Ora Ito, em ouro 18 quilates
(Divulgação)

 

 Hoje

A Fraternidade Católica da Luz promove o 15º Almoço da Luz, em São Geraldo, Cariacica. O início será às 10h30, com missa.

***

Para quebrar tabus no esporte, Marataízes sedia o Futebol Gay, com os times Ypiranga e Capixabas, às 15h, na Barra do Itapemirim. As equipes são compostas por atletas gays e transexuais.

 

THAÍS Colodeth, Tânia e Tainá Paste no evento “Let’s Talk”, com Danuza Leão
(Cloves Louzada)

 

 

Folgada

Em pleno horário de pico em Jardim Camburi, Vitória, uma senhora fechou praticamente uma rua do movimentado bairro para fazer compras em uma padaria lotada, formando uma fila de carros. Só depois de 15 minutos de buzinaço, a motorista chega, não se desculpa e ainda grita: “Ninguém morre por esperar 10 minutinhos!”. Hein? Falta de respeito e educação.

 

Plástica social

Focado em exaltar o lado humano da cirurgia plástica, o capixaba Gabriel Basílio é reconhecido pelo trabalho voluntário que realiza na Universidade Estadual do Rio de Janeiro, onde se especializou em operação craniofacial. Lá, ele opera anualmente cerca de 50 pacientes do Espírito Santo com lábio leporino, uma divisão no lábio superior, entre a boca e o nariz. “No Estado, há 1 caso de lábio leporino para cada 600 nascimentos. Meu sonho é abrir um centro capixaba para ajudar quem sofre dessa deformidade, que prejudica a fala, a deglutição, a mímica facial e a vida social”, disse. Palmas!

 

Detran alugado

O Departamento Estadual de Trânsito do Espírito Santo (Detran/ES) quer alugar mais um imóvel na Grande Vitória, para instalação e funcionamento da Controladoria Regional de Trânsito (CRT), no município da Serra.

 

Experiência gastronômica

Muitos capixabas passaram a receber amigos e parentes em casa para uma experiência gastronômica. A chef Julia Vantil, que oferece esse tipo de serviço personalizado, diz que a maioria pede frutos do mar e há também pratos especiais para quem tem restrições alimentares. O mais pedido é uma releitura que ela fez de um prato típico, um risoto de moqueca com camarão rosa e flor de coentro. “É muito legal essa interação dos convidados na cozinha. É basicamente um restaurante em casa, sem barulho, sem hora para acabar e sem precisar pagar a rolha do vinho”, disse.

 

Contra flacidez

Tecnologia para tratar flacidez de face e de corpo que virou febre entre famosas como a cantora Beyoncé, o ultrassom microfocado de alta intensidade ganhará novas ponteiras e novos protocolos de tratamento durante o II Fórum Internacional da Ultherapy, em São Paulo. A dermatologista Karina Mazzini, que participou do evento neste final de semana, explica que a técnica é a única que atinge o músculo e a pele ao mesmo tempo. “O indicado é uma sessão por ano”, disse-nos.

 

Preço nas alturas

Mulheres que fazem parte de um grupo de mães que deram à luz recentemente reclamam que enfrentam um dilema: voltar ao trabalho e pagar caro por uma creche ou deixar a vida profissional de lado por um tempo para cuidar do bebê? “Bastou uma rápida pesquisa para constatarmos que o preço das creches é algo surreal. Passa da casa dos R$ 1,5 mil. A gente sabe que cuidar de criança dá trabalho, e é realmente uma grande responsabilidade. Mas o salário, muitas vezes, não acompanha o alto valor cobrado”, desabafa uma das mães.

 

Miss busão

Destacado por sua beleza e curvas, o ônibus Martha Rocha, em homenagem à Miss Brasil 1954, foi um dos protagonistas do desfile cívico que comemorou os 97 anos da cidade de Colatina, quarta-feira última. O histórico ônibus da Águia Branca, também conhecido como “Meia Dúzia”, foi o sexto adquirido pela empresa, quando foi fundada há 72 anos. Ele atendeu às rotas do município durante a década de 1950.

 

Sem cabeceio

Bennet Omalu, especialista em lesões cerebrais, quer restringir a cabeçada no futebol. Ele foi o primeiro médico a publicar sobre a Encefalopatia Traumática Crônica (ETC), uma condição que tem efeitos de longo prazo e é causada por traumas repetidos na cabeça. “Não faz sentido controlar com a cabeça um objeto que viaja a uma alta velocidade. Nenhuma pessoa com menos de 18 anos deveria cabecear uma bola de futebol”, alerta.

 

Vai de Uber?

Muita calma antes de escolher o destino! Motorista conta que muitos passageiros, na pressa ou falta de atenção mesmo, estão selecionando o local de forma equivocada. “Teve um casal de turistas que estava hospedado em Vitória e selecionou o nome de um restaurante australiano que fica em shopping da capital, mas que foi parar em shopping canela-verde, e também um executivo que participaria de um seminário no hotel Ibis e foi para o bairro Ibes de Vila Velha”, citou alguns casos.

 

COMPARTILHAR
Artigo anteriorColuna 25 de agosto
Próximo artigoO IDYLLE, da Guerlain, em sua embalagem criada em forma de gota de perfume pelo designer Ora Ito, em ouro 18 quilates
Foto de perfil de Maurício Prates
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta