COMPARTILHAR

PÉROLAS

 

“Vínculos são construídos no dia a dia, por meio da credibilidade.”

Geraldo Schuller, diretor de Marketing da Rede Tribuna, sobre relações de consumo.

 

“Cada vez que capacitamos alguém, fazemos um bem para o mundo.”

Abilio Diniz, empresário.

 

“Tem que reativar o aquaviário. Um estado litorâneo que não usa todo esse potencial aquaviário. E está disponível a custo baixo, não precisa nem pavimentar.”

Do engenheiro especialista em trânsito Paulo Lindoso.

 

“Se você gasta muito tempo procurando alguma coisa, é sinal de que ela está no lugar errado.”

Micaela Góes, personal organizer.

O CASAL Giovanna e André Rosa em recente coquetel na Praia do Canto, ela exibindo novo corte de cabelo
(José Augusto Tovar)

 

 

 

Eles nas redes sociais

“Galera me perguntando sobre meus votos. Meus votos são pra que todos tenham um Feliz Natal e um próspero Ano Novo.”

@brunoleoribeiro

***

“LEI 221 Engraçado né, que quando você trata a pessoa igualzinha como ela te trata ela acha ruim”

@leisdenewtonofc

 

 

NOSSA DICA

 Conviver com a ansiedade

A ansiedade sempre existiu, mas nessa era de hiperconectividade tem se tornado mais comum e mais grave. As pessoas reagem de maneira diferente diante de situações estressantes, e a preocupação antecipada sobre algo no futuro pode ter inúmeras causas: crianças que crescem ouvindo que devem se preocupar com o futuro podem se tornar adultos ansiosos; pessoas inseguras podem se preocupar demais com o que os outros pensam; ou ser responsável por um grande projeto que vai impactar a vida de muita gente.

O primeiro passo para tentar reverter o quadro e encarar o dia a dia com um pouco mais de tranquilidade é tomar consciência das causas da ansiedade. Para ajudar, existem técnicas de relaxamento, como respiração e meditação, fundamentais para controlar os sintomas. E se não adiantar, busque ajuda médica para um trabalho terapêutico!

 

MEDITAR é preciso!
(Divulgação)

 

 

Hoje

A Iá Companhia de Dança apresenta espetáculo de dança contemporânea às 18h, no Sesc Glória.

***

São Mateus sedia mais uma edição do Circuito Ciclístico do Sest Senat, passeio que contará com 700 pessoas. A largada será às 9h, em frente ao Hospital Meridional, no bairro San Remo.

 

LIBÓRIO Mule, Márcia Gabriella Barros, Fabíola Alvarenga e Aníbal Abreu
(José Augusto Tovar)

 

 

Planejar o futuro

O brasileiro está vivendo mais, chegando à idade média de 76 anos. Epa! E isso traz uma preocupação com o futuro. Para ter uma aposentadoria mais segura e tranquila, é preciso planejar as finanças. “Viver mais também significa trabalhar por mais tempo. Os investimentos de longo prazo são uma boa alternativa para o acúmulo de reserva financeira”, orienta o diretor-presidente da Fundação de Previdência Complementar do Espírito Santo (Preves), Alexandre Wernersbach Neves. Falta foco das pessoas nisso! E falta ação governamental para orientar, incentivar e investir no nó!

 

Emprego e renda

A economia capixaba se mexe! O governador Paulo Hartung visitou a fábrica da Marcopolo, em São Mateus, que diversificou sua operação no Estado – passou a produzir aqui o Torino, ônibus urbano convencional, e se prepara para produzir um miniônibus lançado em agosto. A produção da montadora em terras capixabas passou de duas unidades por dia, em 2017, para seis neste ano, aumentando o número de funcionários de 100 para 500. “É um avanço extraordinário. A tendência é que a fabricação que era feita no Rio de Janeiro migre, nos próximos dois anos, para São Mateus”, comemora.

 

Acima da média

A pesquisa “Indicadores Nacionais Imobiliários”, que monitora o desempenho do setor em mais de 80 cidades brasileiras, incluiu os dados do mercado imobiliário capixaba. No primeiro trimestre de 2018, foram 838 unidades comercializadas na Grande Vitória. Já no segundo foram 1.142, um aumento de 26%. No âmbito nacional, o crescimento entre o primeiro trimestre e o segundo ficou em 15%, com 25.394 unidades vendidas de janeiro a março e 29.951 de abril a junho.

 

Casamento no mosteiro

Com a agenda cheia na maioria das igrejas, os noivos capixabas têm a opção de se casar no Mosteiro Zen Morro da Vargem, em Ibiraçu. A cerimônia, que dura cerca de 40 minutos, é simples, bonita e comovente. Não há necessidade de ser budista para poder receber as bênçãos. Os únicos requisitos são passar por uma entrevista com o monge, experimentar uma prática de meditação (zazen) sem qualquer vínculo religioso ou filosófico e escrever os seus votos de casamento.

 

Fruta rastreada

A partir de 27 de novembro, passam a valer as regras de rastreabilidade de frutas e hortaliças frescas produzidas ou comercializadas no Espírito Santo. A rastreabilidade indica todo o caminho do alimento, desde o cultivo, passando pelas técnicas adotadas na lavoura, colheita, até chegar ao consumidor. Eles devem ser identificados e receber um código para cadastro em sistema computadorizado. Com isso, a origem de cada alimento poderá ser observada de qualquer lugar do mundo.

 

Determinação

Moradora da Serra, a universitária Tarajame Arantes vende palha italiana (200 unidades por semana!) para pagar o material do seu curso de Medicina em faculdade particular de Vila Velha, onde é 100% bolsista graças ao 1º lugar no vestibular. Seu pai, Sebastião, um senhor humilde e carismático, ajuda a filha única a realizar o sonho de ser obstetra, limpando igrejas e órgãos públicos de Vitória. Palmas!

 

E se a biometria falhar?

O procedimento de identificação biométrica poderá ser repetido por até quatro vezes na hora do voto nas eleições. Caso não seja possível a identificação, o presidente da mesa deverá conferir se o número do título do eleitor digitado corresponde com o documento. O eleitor irá assinar o caderno de votação como numa eleição sem biometria, o mesário usará sua impressão para autorizar e deverá relatar o fato na ata da mesa receptora.

 

Segurança na lama

Indicação ao governo do Estado propõe a criação de uma operação conjunta entre a Polícia Militar e a Polícia Civil das 23h às 5h, das sextas-feiras para os sábados e dos sábados para os domingos, na região da Rua da Lama, em Jardim da Penha, Vitória. O objetivo é criar uma operação, especialmente blitze, para coibir crimes nas noites de final de semana nessa movimentada região. Aquilo lá está um terror!

 

Sem constrangimentos

Iúna foi o primeiro município do Estado a realizar a alteração do pronome e sexo de transexual no registro civil, sem a necessidade de realizar cirurgia, laudo médico ou autorização judicial. Um jovem conseguiu alterar o seu nome e também mudar o seu gênero para masculino. “É uma reivindicação histórica do movimento LGBT. Isso afeta diretamente o direito de se relacionar, viver e ser reconhecido de acordo com a própria identidade, sem passar por constrangimentos”, disse o presidente do Sinoreg-ES, Márcio Valory.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorColuna 22 de setembro
Próximo artigoMEDITAR é preciso!
Foto de perfil de Maurício Prates
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta