COMPARTILHAR
Eles nas redes sociais
“Quem tem amigos tem tudo.”
@opinioso
***
“Tomando coragem mas queria estar tomando cerveja.”
@Leo_oguarda
A MULHER capixaba é a mais bonita do Brasil! Eliane Bianchi na nossa Festa da Primavera, como as demais fotos de hoje
(Cloves Louzada)

Hoje
O Conselho Regional de Medicina (CRM) empossa seus novos conselheiros em solenidade às 18h, em sua sede. São 40 eleitos para a gestão 2018-2023, que escolherão quem ocupará as cadeiras da presidência, vice-presidência, secretaria-geral, tesouraria e demais diretorias do Conselho.
***
Andreia Pessoa e Bianco Santos convidam para inauguração do Sushi Trip Experience, na Praia do Canto, às 19h30, com culinária japonesa e influência contemporânea.
***
A comercialização do caranguejo-uçá no Espírito Santo será proibida a partir de hoje. A captura, a manutenção em cativeiro, o transporte, o beneficiamento, a industrialização e o armazenamento não poderão ser realizadas até o dia 30 de novembro.

ZEZÉ Mansur, Ivone Menezes, Gláucia Baião, Yedda Tavares, Maria Ignes Menezes e Sônia Tovar
(Cloves Louzada)

A Palavra
Para começar bem a semana: “Crede-me que estou no Pai, e o Pai em mim. Crede-me, ao menos, por causa das mesmas obras. Na verdade, na verdade vos digo que aquele que crê em mim também fará as obras que eu faço, e as fará maiores do que estas, porque eu vou para meu Pai. E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho.” (João 14:11-13)

Construção ilegal
Que irresponsabilidade! Crime! Levantamento do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) aponta que 13.345 cidadãos ou proprietários de empresas foram autuados por exercício ilegal da profissão. Estão incluídos nessa lista muitos que construíram sua casa, sua moradia ou até mesmo seu comércio sem acompanhamento de um profissional legalmente habilitado e, por esta razão, foram notificados e, posteriormente, multados pelo Crea-ES.

Palácio Rosa
A abertura do Outubro Rosa 2018 será oficialmente hoje, às 17h, no Palácio Anchieta, que será iluminado na cor rosa e ficará com esse tom durante todo o mês. Este ano, o movimento no Espírito Santo irá reforçar a importância do diagnóstico precoce e o apoio dos familiares e amigos no tratamento do câncer de mama. Registros mais recentes da Afecc-Hospital Santa Rita de Cássia mostram que, em 2016, 32% das mulheres chegaram ao hospital com estadiamento tardio da doença (estágios 3 e 4 – avançados).

O CASAL Geraldo Schuller e Valéria
(Cloves Louzada)

PhD em Massa
O alemão Peter Stolz, doutor em Massa Madre, da empresa alemã Böcker, líder mundial nesse tipo de fermentação, desembarca em Vitória hoje, na sede do Sindipães, para ministrar uma palestra sobre a nova tendência do mercado de pães, a fermentação natural. A massa madre é uma técnica de fermentação natural antiga, que auxilia na maciez e no crescimento dos pães de centeio, mas é utilizada por padeiros no Brasil para o crescimento e textura dos pães sem glúten.

Carga empacada
Cargas com produtos médicos importados, entre eles próteses e stents, estão empacadas devido à grande burocracia na análise por parte da Anvisa, gerando atrasos na liberação. Bruno Bezerra, da Associação Brasileira de Importadores e Distribuidores de Produtos para Saúde, diz que a situação se agravou em agosto. “Muitas empresas mantinham um estoque para 13 dias úteis. Isso levou à falta de alguns itens em locais como Bahia, Espírito Santo e Rio”, conta.

ANDRÉIA Lopes e Chico Lins
(Cloves Louzada)

Infância em Cachoeiro
Reviver lembranças do antigo Espírito Santos pelos olhos de Rubem Braga é a proposta do Círculo de Leitura “Crônicas do Espírito Santo”, das estudantes do curso de Letras da Ufes Ana Rosa Boueri e Bárbara Malacarne. Serão sete crônicas de Rubem Braga, que remontam suas lembranças da infância vivida em Cachoeiro de Itapemirim. Os encontros acontecem sempre às terças-feiras, das 18h30 às 20h30, no período de amanhã a 13 de novembro. Inscrições pelo e-mail cronicas.rubembragavix@gmail.

Taxa de atraso
Todo usuário precisa conhecer os números estipulados por aplicativos de transporte, já que nos sites das empresas as informações não são claras. Entre eles, está o que representa o tempo máximo de atraso que o usuário pode ter pela regra do Uber: dois minutos. Passou disso, pode vir taxa extra. Há, porém, uma forma de se justificar pelo atraso e a taxa virar crédito para a próxima corrida.

Cicatriz pós-plástica
Toda cirurgia plástica resulta em uma cicatriz, que pode até ser em lugares imperceptíveis, mas quem operou sabe que ela está lá. “A cicatrização faz parte da reconstrução do tecido. O processo é lento e o local pode ficar avermelhado por meses, sendo possível, só depois de um ano, identificar realmente como está a cicatriz. Nesse período, vale apostar em tratamentos auxiliares que agem para que a marca se comporte da melhor maneira possível”, recomenda o cirurgião plástico Adriano Batistuta.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorColuna 30 de setembro
Próximo artigoColuna 02 de outubro
Foto de perfil de Maurício Prates
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta