PÉROLAS

 

“O melhor café é aquele que você gosta.”

Isabela Raposeiras, barista, psicóloga e piloto de avião nas horas vagas.

 

“A qualidade de vida tem pelo menos quatro pilares: alimentação saudável, exercício físico regular, controle do estresse e sono adequado.”

Hugo Mendes Gueiros, médico clínico geral. Dos quatro, tenho dois, isto é, estou na média.

 

“Não existe mãe solteira. Mãe não é estado civil.”

Papa Francisco. Portanto, anotem aí o termo adotado para se referir às mulheres que cuidam de seus filhos sem a presença de marido ou namorado: mãe solo.

 

AMIGAS em dia de almoço e banho de piscina: Carmen Prates, Dalva Carone, Teresa Bedran, a anfitriã Carlota Gottardi, Gracinha Sarkis e Kafa Junger
(Ana Maria Coelho)

 

  

Eles nas redes sociais

“Em 2019 nem preciso ser exaltado, não sendo humilhado tá bom.”

@pugzao

***

“Se eu pudesse dar só uma dica sobre o futuro seria esta: USEM FILTRO SOLAR!”

@ricardostuhlert

 


NOSSA DICA

 A vez dos “smartspeakers”

A onda dos assistentes domésticos virtuais vem como um tsunami: nada menos do que 8% dos americanos ganharam uma caixa de som inteligente no Natal, que atende a comandos de voz como “toque música”, “acenda a luz” etc e tal. Entre 325 milhões de habitantes nos Estados Unidos, isso significa 26 milhões de aparelhos como Echo (conectada à Alexa, o sistema operacional da Amazon), HomePod (Apple) e Google Home. Pesquisa da Smart Audio Report buscou compreender o convívio com a tecnologia:

“Quem interage por voz se encanta. Todos nos sentimos culpados por usarmos demais o celular. A voz muda isso”, disse o pesquisador Tom Webster. A experiência pela voz é comunitária: 47% dos entrevistados disseram que a interação com suas caixas ocorre quando há mais pessoas presentes, para pedir música ou ouvir notícias, por exemplo. Outros 43% afirmaram que seus “smartspeakers” fazem companhia quando estão sozinhos. Uma tecnologia que agrega, como o rádio nos anos 1940. De volta ao futuro!

O mais recente lançamento é o Echo Geração 2, da Amazon, que toca música, faz chamadas, define alarmes, controla dispositivos domésticos inteligentes, reproduz audiolivros e estações de rádio, envia mensagens, chama o Uber… O design inclui uma variedade de estilos, como tecidos e lâminas de madeira. No Mercado Livre, é encontrado por R$ 749,00.

OS DIFERENTES estilos do Echo Geração 2, assistente doméstico virtual da Amazon
(Divulgação)

 

 

 

Ilha do Boi decadente

De Marcos Canuto, por e-mail: “Sou leitor de sua coluna e gostaria de pedir para registrar a total ausência de ordem na Praia da Esquerda, Ilha do Boi. A quantidade de pessoas fumando maconha na areia é absurda! A Secretaria de Segurança Pública deveria colocar policiais disfarçados infiltrados na praia para flagrar os infratores”, sugere.

 

Carta para Bill Gates

O taxista Josimar Dutra, compositor nas horas vagas, descobriu que tem a mesma idade de Bill Gates (63 anos) lendo uma reportagem em A Tribuna e, a partir dessa coincidência, escreveu a música “Carta para Bill Gates”, em que pede dinheiro emprestado para o segundo homem mais rico do mundo. Bom contador de histórias, ele canta a música para quem entra em seu táxi, no Aeroporto de Vitória, e se inscreveu para participar do Programa do Ratinho, no SBT. Já está até ensaiando o que vai falar no palco quando for chamado. Alô, Ratinho! Só falta o convite!

 

Carro oficial na praia

Com seis vezes mais turistas que população – são 600 mil visitantes contra 100 mil moradores –, Guarapari está com tudo – de bom e de ruim! – nas redes sociais. E não é só pela beleza. Há, inclusive, flagras de irregularidades públicas. Dia desses, internauta postou foto de um carro oficial (chapa branca) da Prefeitura de Bom Jesus do Galho (MG) estacionado na orla da Praia do Morro. Uai, sô!

O CASAL Henrique Tommasi e Regina em festa na Ilha
(Cloves Louzada)

 

Folia do cão

Snoopy, Zeus, Bruce, Penelope e Nandinha já confirmaram presença no Bloquinho do Tiquinho, que vai acontecer no pet hotel da médica veterinária Aline da Rós, em Vila Velha. Os “hóspedes” de quatro patas terão bailinho, banhos de piscina, enfeites, fantasias e até sacolé de frutas para refrescar (sem álcool!). “Enquanto os pais viajam, eles se divertem. Mas a ‘pegação’ está proibida”, brinca Aline. Au, au!

 

No radar

A Eco 101 tem até o final deste mês para reinstalar radares entre os quilômetros 260,1 e 260,2, nas proximidades do bairro Cidade Pomar, trecho da BR-101 considerado o 12º mais perigoso do Brasil. A Procuradoria Geral da Serra estipulou o prazo de 15 dias e solicitou ainda que a concessionária faça o recapeamento, implante sinalização horizontal e vertical e pavimente o acostamento que dá acesso a bairros da região.

 

Macaco solto

Um macaco da espécie bugio (ou barbado), que frequentava quintais de residências no centro de Baixo Guandu em busca de alimento, foi capturado pela Polícia Militar Ambiental de Colatina. Ele foi encaminhado ao projeto Cereias, em Aracruz, que promove a reintrodução de animas selvagens ao seu habitat natural. A bióloga Juliana Novelli Curtinhas diz que a presença de um macaco bugio numa área urbana é incomum. O planeta está fora de órbita! Estão mexendo demais nele!

 

Turistas aos montes!

Clientes costumeiros de tradicional restaurante italiano em Bento Ferreira notaram que as mesas estão sendo ocupadas, neste janeiro, em sua maioria por turistas. “São pessoas que tiram dúvidas sobre o cardápio – ou seja, nunca estiverem na casa – e percebe-se os sotaques diferentes”, observou empresário frequentador do local. Motorista de Uber também conta que tem atendido muitos turistas de lugares como Rio Grande do Sul e Rondônia. Boa! Que Vitória se firme no circuito turístico nacional e seja, a cada ano, um destino dos mais desejados.

 

Luz de led

Embora ainda não haja trabalhos com nível de evidência científica, o uso intensivo de aparelhos no período noturno com telas de led (televisão, tablet, celular etc) pode causar problemas graves na visão, como miopia e degeneração macular a longo prazo. Especialistas alertam que os sinais são vista cansada, ardência, dor, coceira e secura em excesso nos olhos. O ideal, segundo oftalmologistas, é acender a luz (a pupila dilata menos), fazer paradas e usar com moderação.

 

Navios maiores

Após duas décadas de espera, os navios com maior calado enfim começaram a atracar no Porto de Vitória este mês, a exemplo do Ikebana, de Singapura, que possui 198 metros de comprimento e 8,8 metros de calado. Agora serão realizadas mudanças de sinalização, que também foram autorizadas pela Marinha. Algumas boias tiveram a localização alterada, mas isso não impede a entrada de navios com maior capacidade de carga

Artigo anteriorOS DIFERENTES estilos do Echo Geração 2, assistente doméstico virtual da Amazon
Próximo artigoColuna 14 de janeiro
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta