COMPARTILHAR

Eles nas redes sociais

“Me tornei a senhora idosa que julga o carrinho de mercado dos outros cheio de produto industrializado e 0 frutas e legumes. Jesus onde vou parar”

@itsmarivilhosa
***
“Se eu paro minha série pra falar com você, você é privilegiado, SIM”

@LwithP

BRUNO Fiorin com Fernando Machado Jr., que comemorou aniversário numa festa “sunset”, domingo último, na praia de Itapuã
(Amanda Guimarães)

 

Assédio ao consumidor

Repercutindo nota sobre chamadas insistentes de telemarketing em que atendemos a ligação e não tem ninguém do outro lado da linha, o advogado Bruno Reis Finamore diz que se trata de um verdadeiro assédio aos consumidores. No Rio de Janeiro, por exemplo, está em vigor a Lei 7.853/18, que determina que as ligações de telemarketing só podem ser efetuadas de 2ª a 6ª (das 8h às 18h), sob pena de multa. “Já existem várias decisões judiciais condenando essas empresas a indenizar os consumidores que se sentirem assediados, por danos morais”, afirma.

 

Gargalos do trânsito

Entre os tantos gargalos no trânsito de Vitória, o engenheiro Eliezer Caldeira, leitor da coluna, sugere alongar o vão do canteiro central que serve de passagem de pedestres e ciclistas que vêm da rua João da Cruz para a calçada que passa na frente do Posto Iate, na Praia do Canto. “Essa passagem deve ter, no mínimo, o comprimento da faixa branca indicativa para os pedestres, uns 90 centímetros. Quando o sinal abre para pedestres é um horror, com todos espremidos”, comenta.

 

Sono x estudo

A privação do sono é rotineira para muitas pessoas que estão estudando para um concurso ou vestibular. Sem muito tempo livre, os estudos acabam invadindo a madrugada e o tempo de descanso é drasticamente reduzido. Mas a especialista Simone Prezotti alerta que o sono é muito importante para a aprendizagem, principalmente porque ele ajuda a consolidar as memórias. “A falta de sono prejudica a concentração, a atenção e a memória. Quem tem um repouso noturno de qualidade tem melhor desempenho cognitivo nas provas”, afirma a médica.

MARTHA Paiva com a irmã Kátia em tarde de Páscoa em seu espaço de moda na Praia do Canto
(Cloves Louzada)

 

Menos burocracia

A dor de cabeça para resolver questões em órgãos públicos já está menor, com o fim das exigências de documentos como reconhecimento de firma e autenticação de cópias nesses locais. O advogado João Eugênio Modenesi Filho afirma que a Lei 13.726 é um grande avanço para o fim da burocracia nos departamentos públicos brasileiros. “É fundamental, ainda mais com a evolução da tecnologia, que as instituições se modernizem e tenham uma integração maior entre elas para evitar o desgaste do cidadão, que busca agilidade e eficiência do serviço público”, disse.

 

Cuidados com o porcelanato

Você escolheu um porcelanato com brilho, mas, com o passar do tempo, ele fica arranhado, especialmente após o contato com a areia da praia? Esse tipo de revestimento não é o ideal para casas de veraneio ou regiões litorâneas – como Vitória. “O ideal é a instalação de pisos sem brilho. Para quem faz questão do porcelanato com brilho, a dica é apenas pontuar em alguns ambientes”, explica Flávia Dadalto, especialista em revestimentos. A outra dica é usar apenas água e sabão neutro para a limpeza – jamais produtos abrasivos.

 

Imposto do absorvente

Jornalista idealizou uma petição no Charge.Org sugerindo a criação de um projeto de lei que determine isenção dos impostos federais sobre os absorventes. A justificativa é que mulheres e meninas de baixa renda e em situação de rua têm dificuldades de ter acesso a produtos de higiene pessoal, como os absorventes. Em países como Inglaterra e Índia, há movimentos nesse sentido. No Brasil, os impostos sobre absorventes correspondem a 25% do valor do produto.

CÍCERO Ribeiro e Mayka Schneider entregando placa de homenagem pelos 25 anos de carreira de Ivete Sangalo, que já virou amiga do casal, já que trabalham juntos com a musa há 23 anos

 

 

Regionais e virtuais

Antes restritos aos turistas, produtos da região serrana do Espírito Santo, de forte herança cultural italiana e alemã, chegam agora a todo o País, vendidos em lojas virtuais e com entregas combinadas via aplicativos de mensagem. Com a adesão ao e-commerce, cerca de 250 negócios familiares das montanhas capixabas tiveram aumento médio de 215% no faturamento desde 2008, segundo o Sebrae-ES. Palmito, socol, polenta, licor, geleias e café estão entre os itens.

CIRCUITO

 

O PRÉDIO da Findes, na Reta da Penha, está com a fachada iluminada pela cor verde. As luzes são uma referência ao Abril Verde, campanha abraçada pelo Sesi, que tem como missão a promoção da qualidade de vida do trabalhador, além de estimular a gestão socialmente responsável das empresas.

 

TERESA e Luiz Bedran convidam para a comemoração de seus 50 anos juntos, desde a data em que começaram a namorar, dia 12 de julho, às 21h30, no Le Buffet Master.

 

RENATA e Maria Helena Pacheco recebem hoje, a partir das 14h, para tarde com delícias de Páscoa e novidades fashion, com participação especial de Rebeca Duarte, Ane Zorzanelli, Capri Shoes e Maíta Mota.

 

PEDRA Azul segue como um oásis nas montanhas capixabas. Estivemos no último fim de semana por lá, hóspedes de Karina Mazzini e Rúbia Galvão, e aplaudimos sábado, no ótimo SOS Garden Bar, o afinado quarteto Mister Folk. Papa fina.

 

A ASSOCIAÇÃO de Otorrinolaringologia e Cirurgia Cervico-Facial do Espírito Santo, com apoio do Instituto Unimed Vitória, realiza hoje uma ação para orientar a população sobre os cuidados com a voz no Hospital da Polícia Militar (HPM), em Bento Ferreira. A iniciativa acontece das 8h às 11h30, e das 13h30 às 17h, e faz parte da 21ª Campanha Nacional da Voz.

 

A FAMÍLIA Souto convida para um chá da tarde em clima de Páscoa hoje, a partir das 15h, em sua Stampa.

 

TEVE início a construção da tão esperada ciclovia na rua Vitalino dos Santos Valadares, que ligará a ciclovia da rua da Grécia (em construção) às avenidas Reta da Penha, Maruípe e Leitão da Silva. A obra foi licitada por R$ 225.172,12 e o prazo para conclusão dos serviços é de 90 dias.

 

O 11ª VITÓRIA Expovinhos – Salão Internacional de Vinho de Vitória será nos dias 22 e 23 de maio, no Centro de Convenções. Considerada pela imprensa especializada “a melhor feira de vinho do Brasil”, no quesito qualidade de participação dos mais de 60 expositores, vai oferecer a degustação de 1.200 rótulos de 16 países.

 

RIQUEZA em detalhes. O ouro e a prata estão invadindo o segmento da iluminação. Segundo a especialista Adriana Martins, a aposta da vez é em arandelas e pendentes revestidos pela folha dos metais preciosos, geralmente acompanhadas de cristais, para conferir modernidade e luxo aos ambientes.

 

E TOCA A VIDA!

COMPARTILHAR
Artigo anteriorColuna 15 de abril
Próximo artigoColuna 17 de abril
Foto de perfil de Maurício Prates
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta