COMPARTILHAR

PÉROLAS

 

“Durmo entregando a Deus o que não consigo resolver e acordo agradecendo pela esperança de um novo dia.”

Marilene Depes, cronista cachoeirense.

 

“O Brasil tem muitas compositoras e, talvez por machismo, não se fale muito delas.”

Do músico João Marcello Bôscoli.

 

“É preciso se perguntar se a pessoa que está pedindo tem intimidade para isso. É possível perceber que o depósito nunca está no nome dela.”

Delegado Brenno Silva, da Delegacia de Repressão aos Crimes Cibernéticos, reforçando a necessidade de bom senso para evitar cair no golpe do WhatsApp, em que os larápios clonam o aplicativo e enviam mensagens aos contatos pedindo dinheiro emprestado em nome de outra pessoa. Desconfie sempre!

 

“Eu ainda não consigo me olhar no espelho e continuo dentro de casa. Não estou comendo e muito menos dormindo direito.”

Karlla Naynna, cantora, que ficou com o cabelo duro e embolado após usar, em casa, um produto de hidratação. Todo cuidado é pouco!

 

O ELEGANTE casal Heliene Del Esposti e Jonas Zucchi em festa na Ilha
(Cloves Louzada)

 

 Eles nas redes sociais

“Eu amo quando a frase ‘Até aí tudo bem’ é utilizada em contextos que não tão nada bem”

@desestevao

***

“Às vezes sabedoria é apenas calar e observar.”

@Budismo_luz. Só é! Palmas!

 

 

NOSSA DICA

 

 Vinho e bacalhau

O bacalhau é um clássico do almoço de Páscoa. E para realçar o sabor deste prato, o ideal seria um vinho com aromas de boa intensidade e estrutura, para equilibrar o peso da bebida e da comida.

“Para pratos de saladas e bacalhau, aposte num vinho branco, como um Oops chardonnay, que pode combinar muito bem. É um rótulo aromático e com boa presença em boca. Mas se o menu for um ravióli de bacalhau, por exemplo, a harmonização pode ficar por conta do espumante Cava Maset Del Lleó brut, com um peso maior no paladar, ideal para massas”, orienta a sommelier Ana Cristina Fulgêncio, que destaca: evite vinhos tintos muito encorpados.

 

VINHOS brancos com aromas intensos são ideais para acompanhar o bacalhau nessa Páscoa

 

 

Capacitação ao volante

Ser motorista nos dias de hoje vai muito além de dirigir bem. É preciso dominar as tecnologias dos aplicativos de corridas e do GPS. Sim, muita gente que está ao volante não sabe usar essa ferramenta e se embola na hora de levar o passageiro até seu destino. Taxistas experientes normalmente já sabem o trajeto só de ouvir o endereço ou ponto de referência, mas com a profusão de serviços como Uber, 99 etc e tal, é comum sermos atendidos por pessoas novas na função, que não têm familiaridade com a tecnologia. Ganha a concorrência, mas vai-se embora a agilidade.

 

Exercite a criatividade

O Dia Mundial da Criatividade foi instituído pela ONU em 21 de abril de 2017, e este ano será comemorado em 53 cidades pelo mundo. Em Vitória, a programação hoje e amanhã inclui exposições, apresentações, feira e workshops, tudo gratuito e aberto ao público. Neste domingo haverá atividades durante todo o dia na rua Gama Rosa, Centro, e apresentações na Rua 7, a partir das 15h: batalha de MCs, samba da criatividade e Rota 66. Segunda, o Sesi de Jardim da Penha terá workshops das 9h às 20h30, espaço para exposição de trabalhos e palco do teatro aberto das 16h às 21h.

 

Regularização do MEI

O microempreendedor individual (MEI) já pode enviar dados ao módulo simplificado do Sistema de Escrituração Digital das Obrigações Fiscais, Previdenciárias e Trabalhistas (eSocial). Nesta primeira etapa, que é facultativa, somente estarão disponíveis os formulários para cadastramento dos dados do MEI e do empregado. O cadastro passará a ser obrigatório em outubro.

 

RÚBIA Galvão, Karina Mazzini, Felícia Lomonte e Tania Dorigo na Praia do Canto
(Cloves Louzada)

 

O planeta está assim!

Se por um lado as salas de audiência exibem avisos para manter celulares desligados, em outros casos a ferramenta pode ser uma aliada. A juíza Helen Mable Carreço realizou este mês uma audiência virtual na 8ª Vara do Trabalho de Vitória. Uma ex-funcionária de uma empresa de cosméticos ajuizou a ação em 2017 e, nesse meio tempo, acabou mudando-se para os Estados Unidos. Devido à impossibilidade de comparecer, a solução foi ouvi-la por meio do WhattsApp.

 

Coração 3D

O sonho de ter a fila do transplante de coração zerada no mundo pode se tornar realidade, graças a um estudo desenvolvido por pesquisadores da Universidade de Tel Aviv, em Israel. Eles conseguiram fazer um coração novo em uma impressora 3D utilizando tecido humano. Do tamanho de uma cereja, o órgão possui todas as estruturas de um coração real: veias, ventrículos e átrios. O próximo passo é fazer com que o coração tenha a capacidade de bombear sangue. Boa!

 

Indenização

Um vendedor de cachorro-quente de Guarapari que teve o fornecimento de energia elétrica interrompido repentinamente, mesmo com todas as contas pagas, ganhou na Justiça indenização de R$ 50 mil. Na ação, o comerciante alegou que teve produtos estragados com o corte de energia. Em sua decisão, a juíza da 3ª Vara Cível de Guarapari afirmou que é claro o direito ao ressarcimento pelos danos sofridos, uma vez que o requerente apresentou os recibos das compras realizadas para preparar seus sanduíches, assim como a solicitação da ligação provisória de energia no ponto comercial.

 

Buraco negro

Muito boa a notícia de que há uma brasileira entre os cerca de 200 cientistas de todo o mundo que estão por trás da primeira fotografia de um buraco negro. Lia Medeiros, de 28 anos, se mudou para os Estados Unidos ainda na infância e acaba de defender a sua tese de doutorado pela Universidade do Arizona. Agora, parte para um projeto de pós-doutorado. “É importante que garotas e jovens mulheres saibam que essa é uma opção para elas, e que elas não estarão sozinhas se optarem por uma carreira científica”, afirmou a jovem. Viva a ciência!

 

Colarinhos

Especialistas em camisas alertam para um detalhe importante: a escolha do colarinho, que tem inúmeras variações. O italiano Simone Abbarchi dá a dica: ele deve se adaptar ao formato do rosto do cliente e ao seu estilo. O de ponta reta, mais comprido e com pontas estreitas, é ideal para alongar rostos redondos e pescoços curtos. Versátil, cai bem para praticamente todos os tipos físicos. No outro extremo, o colarinho francês, ou Windsor, tem pontas curtas e abertas. Fica elegante para pessoas de rosto oval e pode ser usado sem gravata ou com um nó mais elaborado.

 

Mobilidade em pauta

Futuro da mobilidade urbana, inovação e tecnologia na prevenção de acidentes, saúde e seus efeitos no trânsito são os temas do 2º Seminário Capixaba de Segurança de Trânsito, dia 14 de maio, das 7h30 às 18h30, no Centro de Convenções de Vitória. O evento será em plena campanha do Maio Amarelo e com palestrantes renomados e especialistas nacionais para debates. As vagas são limitadas e a inscrição é solidária, doando 1 quilo de alimento não-perecível.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorColuna 20 de abril
Próximo artigoVINHOS brancos com aromas intensos são ideais para acompanhar o bacalhau nessa Páscoa
Foto de perfil de Maurício Prates
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta