COMPARTILHAR

A Palavra

Para começar bem a semana: “Porém o Senhor disse a Samuel: Não atentes para a sua aparência nem para a grandeza da sua estatura, porque o tenho rejeitado. Porque o Senhor não vê como vê o homem. O homem vê o que está diante dos olhos, porém o Senhor olha para o coração”. (1 Samuel 16:7)

Eles nas redes sociais

“Eu agora falo isso sempre para meus amigos, o outro é o outro. Se você vê algo errado no outro, esse algo errado está em você, trabalhe isso e se liberte. Pra amar o próximo como a ti mesmo, primeiro tem que amar a ti mesmo. Eu sempre fui muito generoso com os outros, mas não era comigo.”

@Charlie_Liu

***

“Filha/o é o coração fora do peito. Não sei quem falou mas acertou.”

@DanielaAF

 

O CASAL Denise e Ivan Ribeiro curtindo festa na Praia de Itapuã
(Amanda Guimarães)

 

 

Veneno no campo

O número de agrotóxicos aprovados no Brasil aumenta a cada ano: 139 em 2015; 277 em 2016; 405 em 2017; 450 em 2018; e 74 só nos dois primeiros meses de 2019. Diferentes agrotóxicos foram encontrados na água consumida em uma a cada quatro cidades do Brasil entre 2014 e 2017. As empresas de abastecimento de 1.396 municípios detectaram todos os 27 pesticidas que são obrigadas a testar. Desses, 16 são altamente tóxicos e 11 associados ao desenvolvimento de doenças crônicas.

***

Por aqui, a Secretaria de Estado da Saúde elabora um Plano de Vigilância de Populações Expostas a Agrotóxicos, para minimizar os impactos na saúde. Informa que o Plano de Monitoramento da Qualidade da Água para Consumo Humano aponta valores abaixo do permitido por lei e ressalta que os dados são de conhecimento do Fórum Espírito-Santense de Combate aos Impactos de Agrotóxico e Transgênicos, coordenado pelo Ministério Público.

***

Já a Secretaria de Estado da Agricultura incentiva o consumo de produtos orgânicos e agroecológicos. A Lei 10.951/2018, que institui a Política Estadual de Produção Agroecológica e Orgânica, permite que o produtor realize a transição de um modelo convencional de agricultura para modelos mais sustentáveis. Cerca de 300 agricultores no Estado estão regularizados para produzir alimentos agroecológicos. Mais 1.600 propriedades estão migrando para a produção de orgânicos. Na Grande Vitória, já são 24 feiras.

 

MAÍTA Mota e Denise Gazzinelli em tarde de lançamentos fashion
(Tovar)

 

Fila

Representante comercial que viaja o Espírito Santo inteiro a trabalho entrou em uma churrascaria no Norte do Estado para almoçar e, ao ver que havia uma senhora atrás dele, cedeu a sua vez na fila para ela. “Uma outra mulher que estava no restaurante veio em minha direção para elogiar a minha atitude. Ela disse que tinha a certeza que eu não era da cidade, porque lá ninguém respeitava os idosos”. Hein?!

 

Datas

Hoje é Descobrimento do Brasil, Dia da Terra e Dia da Comunidade Luso-Brasileira. Amanhã, Dia de São Jorge, Dia Mundial do Escoteiro, Dia do Serralheiro e Dia Mundial do Livro. Na quarta, Dia do Penitenciário, Dia do Agente de Viagem, Dia do Boi – hein? –, Dia do Chimarrão, Dia Internacional do Jovem Trabalhador, Dia Internacional do Milho e Dia do Samurai.

 

Audiências públicas

A semana será agitada na Assembleia Legislativa. Hoje, o secretário de Economia e Planejamento, Álvaro Rogério Duboc Fajardo, vai falar sobre o programa “Estado Presente”, às 11h. Amanhã, o colegiado vai tratar de crimes cibernéticos, às 9h. Na quarta-feira, haverá audiência pública para discutir sobre o projeto de reativação do Instituto de Reabilitação Social (IRS), o antigo presídio da Glória (Vila Velha), às 15h30.

 

A DESIGNER de joias Carla Buaiz entre a diretora de edição Patricia Carta e o editor da moda Rodrigo Yaegashi em dia de fotos para a capa de maio da revista Happer’s Bazzar

Mapa do turismo

Cariacica, quem diria!, foi o primeiro município do Espírito Santo a entregar para a Secretaria de Estado do Turismo toda a documentação referente à atualização do Mapa do Turismo Brasileiro. O prazo para entrega encerra no dia 31 de maio. O Estado conta hoje com 10 regiões turísticas, que reúnem 62 municípios.

 

Em alerta

Andar na rua olhando para o celular ou se distrair dentro do ônibus pode ser perigoso. Ao não estar atenta às situações em volta, a pessoa pode cair em um buraco, ser atropelada ou ter sua capacidade de reação prejudicada em situações de risco. No Rio de Janeiro, uma passageira estava em pé no ônibus, com seu fone de ouvido, e conta que passou por um tiroteio – todo mundo se agachou e ela só percebeu muito depois, porque não ouviu os disparos devido à música alta.

 

Barulho

Quem tem criança em casa entende que é preciso exercitar a paciência também com os filhos dos outros. Só que, às vezes, o comportamento de alguns extrapola os limites do aceitável. Leitor da coluna reclama que o barulho que os moradores do apartamento de cima do seu fazem durante o dia e à noite é algo enlouquecedor. “São três crianças pequenas. Elas correm e gritam o tempo todo, em qualquer horário. Outro dia quase interfonei para os pais delas às 23h, mas respirei fundo e acabei desistindo”, desabafa. Apesar do aborrecimento, agiu certo!

 

EM SINGAPURA, os irmãos Brunella Bumachar e Bruno Sily de Assis

 

Felicidade

Oito pessoas serão escolhidas para visitar a Finlândia, considerada a nação mais feliz do planeta pelo segundo ano consecutivo. Candidatos do mundo inteiro se inscreveram no Rent a Finn, projeto que possibilita a imersão de estrangeiros na cultura do país ao passarem um fim de semana na casa de um morador local, com todas as despesas pagas. A experiência conta com atividades como pesca, acampamento na floresta e até colheita de frutas e verduras. Que beleza!

 

Dieta é furada

Dietas restritivas têm grandes chances de fracassar e a pessoa voltar a engordar tudo de novo. A nutricionista Karina Gouvêa diz que o ideal é fazer uma reeducação alimentar para toda a vida. “Quando uma dieta é iniciada com a exclusão de vários ingredientes, a resposta é rápida, mas depois de um curto período, o resultado passa a ser mais lento, já que o corpo se adapta a essa alimentação restritiva”, explica.

COMPARTILHAR
Artigo anteriorVINHOS brancos com aromas intensos são ideais para acompanhar o bacalhau nessa Páscoa
Próximo artigoSambADM e Samba Júnior gravam o DVD “Junto e Misturado”
Foto de perfil de Maurício Prates
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta