Eles nas redes sociais
“Quanto mais a pessoa lê livros, mais ela amplia seu universo e seu repertório discursivo, faz conexões entre assuntos, aprimora sua escrita e consegue ler fluidamente. Dica para quem tem alguma dificuldade para articular o pensamento ou simplesmente ler um pequeno texto…”
@niralima
***
“Coisas que NÃO te fazem feio: acne, estar acima/abaixo do peso, cicatrizes, estrias, celulite, espinhas, anomalias físicas. Coisas que te FAZEM feio: cuidar e julgar a vida alheia. Apenas supere.”
@Tacitamente_
RÚBIA Galvão e Justino Mameri Filho ladeando as aniversariantes Karina Mazzini e Cláudia Salviato Mameri, que receberam amigos no último sábado com festança em Pedra Azul
(Cloves Louzada)

Tragédia anunciada
É inadmissível que a região metropolitana da Grande Vitória siga encarando momentos de terror, desespero e prejuízos a cada chuva forte. O que sempre ouvimos quando as cidades ficam alagadas é que o volume de água surpreendeu, chovendo, em um dia, o dobro ou o triplo do que era esperado para o mês inteiro. Mas quantas vezes isso já aconteceu nos últimos anos? Se uma situação se repete com tanta frequência, ela deixa de ser inesperada.
***
A chuva do último final de semana certamente causaria transtornos em qualquer cidade do mundo, por mais bem preparada que fosse. Mas transtorno é uma coisa – terror completo de forma corriqueira é outra. Pessoas perdem tudo o que têm, suas casas, seus negócios, seus veículos, suas esperanças, até suas vidas. Se não houver um investimento robusto em infraestrutura, vai continuar acontecendo. As autoridades precisam se mexer, porque não pode a população sofrer tanto, perder tanto, sem que ninguém faça nada para mudar esse quadro antigo de desastres sucessivos.

OS CASAIS Homero Junger Mafra-Lígia Kuzendorff Mafra e Renata Pacheco-Alexandre Paolinelli no Villagio Verdi, em Pedra Azul
(Cloves Louzada)

Cliente guia!
Não foram poucas – e vão seguir, certamente! – as experiências que já tivemos com motoristas em Vitória, do Uber principalmente, que desconhecem endereços etc e tal para atender o passageiro. Sem falar no estado geral dos carros, principalmente o interior, que é lastimável. Nessa, serviços que primam pela excelência no atendimento, com carros de alto padrão, vão disparar na dianteira.

Desenvolvimento
Maurício Duque, diretor-presidente do Bandes, diz que o banco fechou o ano passado com um saldo positivo de R$ 1,67 milhão em suas operações. A carteira de crédito do banco de fomento gira em torno de R$ 1 bilhão, com destaque para o café, que responde por cerca de 40% dos financiamentos. O número total de clientes do Bandes em 2018 foi de 24.252, com uma inadimplência de 8,3%. Boa!

Terapia da vez
A Microfisioterapia busca as causas de um problema ou doença, e estimula o processo de autorreparação do corpo. A lista das patologias que a técnica diz tratar e prevenir é grande: alergias, enxaquecas, depressão, pânico, traumas, dores, ansiedade, fobias, hiperatividade, agressividade, fibromialgia e outras. A fisioterapeuta Flávia Guimarães, que atende em Vitória, diz que a técnica manual francesa trata a mente e o corpo como um todo. “Tudo que vivemos permanece, de alguma forma, marcado no corpo”, afirma.

GUILHERME Gazzinelli Cruz e sua mulher, Denise, curtindo a festa de Cláudia e Karina
(Cloves Louzada)

ONGs legítimas
Ambientalistas capixabas comemoram a decisão do Tribunal Regional Federal (TRF) da 2ª Região, que reconheceu a legitimidade de duas ONGs – a Associação Nacional dos Amigos do Meio Ambiente (Anama) e a Juntos SOS ES Ambiental. A decisão foi tomada em ação civil pública movida na 5ª Vara Cível de Vitória pelas duas entidades, juntamente com o Ministério Público Federal (MPF).

Punho na medida
Comprar uma camisa não se restringe somente a escolher cor, estampa e tamanho. Especialistas chamam a atenção para um detalhe que muitas vezes passa despercebido: o punho. Ele deve ter 7cm de altura e se projetar aproximadamente 1cm da manga do blazer. Para checar se o tamanho está correto, o punho abotoado não deve ficar apoiado na base do polegar. Se estiver comprido demais, busque um bom alfaiate e ajuste.

Comida em pó
A dieta Pronokal, que fez o cantor sertanejo Luciano emagrecer 30 quilos, está baseada na cetose – quando o corpo, por falta de entrada de energia direta proveniente do carboidrato ou do açúcar, começa a queimar a gordura estocada. Nela, os alimentos são substituídos por sachês. Esse regime só pode ser adquirido por médicos licenciados pela companhia. “A questão é que essa dieta não educa a comer de forma saudável e prazerosa. Na vida real, quem consegue comer dessa forma?”, questiona a nutricionista Camilla Borba.

CIRCUITO

AS PROFISSÕES do futuro já chegaram: estão abertas 160 mil vagas na nova economia para profissionais como desenvolvedores de aplicativos e desenvolvedores web, designers de experiência do usuário, analistas de marketing digital, cientistas e analistas de dados e gerentes de produtos digitais.

MARCELO Lages, coreógrafo e gerente de Cultura do Sesi, e o maestro Leonardo David convidam para o espetáculo “Tango, Tons e Cores”, hoje, às 20h, no Teatro do Sesi em Jardim da Penha. A apresentação reúne a expressão dos sentimentos intensos do tango e a sonoridade da Orquestra Camerata Sesi.

AS EMPRESÁRIAS Flávia Firmino e Joelma Peterle recebem hoje, às 19h, no Comfort Hotel, para o lançamento do 15º Evento Noivas do ES. Com coquetel, chope e música de Diego Lyra, a noite marca a entrega oficial do convite para o evento, que será realizado nos próximos dias 29 e 30, no Centro de Convenções de Vitória.

A JORNALISTA Manoela Ferrari lança hoje, no Sheraton, seu 10º livro, “Ilha do Frade – Paraíso Capixaba”, dedicado a seu pai, Marilio Cabral, que teve atuação importante junto ao então governador José Moraes para tornar realidade o empreendimento Ilha do Frade, nos anos 1970. Em outra obra, intitulada “Sinfonia de Sonia”, de 2016, ela já havia homenageado sua mãe, Sonia Cabral, criadora da Orquestra Sinfônica do Espírito Santo e da Faculdade de Música.

VITÓRIA ganhou mais uma feira orgânica, às terças, das 8h às 15h, no segundo andar da Assembleia Legislativa do Espírito Santo (Ales), próximo ao restaurante. Os agricultores são certificados pelo Instituto Chão Vivo e vêm de Santa Maria de Jetibá, na região serrana, município pioneiro na produção orgânica no Estado. Hoje tem!

O HOSPITAL das Clínicas (Hucam) e as Óticas Cachoeiro estão disponibilizando cartilhas informativas sobre os direitos de pessoas com deficiência visual. Em dezembro último, o hospital realizou uma mostra de fotografias em homenagens às pessoas portadoras de baixa visão, no Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual.

COMEÇA amanhã o 2º Festival Internacional de Cinema (Fest Cine) Pedra Azul. Gratuito, o evento exibirá 59 curtas até sábado, com abertura e festa de encerramento no Bristol Vista Azul Eco Resort. Este ano, o festival homenageia a jornalista e atriz paulistana Tuna Dwek.

E TOCA A VIDA!

Artigo anteriorEncontro “Seja Líder de Si Mesmo e de sua Carreira” – Fotos: Cloves Louzada
Próximo artigoColuna 22 de maio
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe seu comentário: