PÉROLAS

 

“É preciso ficar atento se há áudios que você não ouviu, mas que aparecem como ouvidos.”

Eduardo Pinheiro, especialista em crimes cibernéticos, sobre vulnerabilidade no sistema de aplicativos de mensagens. Alerta aí, gente! A modernidade dá nisso. Sabe aqueles antigos telefones com manivela? Naquela época, não tinha nada disso para aporrinhar o dono!

 

“Temos que ter racionalidade e equilíbrio.”

Do governador Renato Casagrande sobre os desafios de ser gestor público em tempos de muita intolerância, impaciência e exigência. Ele ressaltou que os gestores precisam responder com mais tolerância, paciência e competência.

 

“Não é uma medida estratégica, mas é boa.”

José Carlos Bergamin, diretor da Fecomércio-ES, sobre a autorização do trabalho aos domingos e feriados para o comércio em geral e mais cinco setores da economia brasileira.

 

“Fiz e me estrepei.”

Xuxa, apresentadora, sobre participação em filme erótico nos anos 1980.

DAYANA Santos Barroso e Christiane Oliveira em festa no Le Buffet Master
(Cloves Louzada)

 

Eles nas redes sociais

“Nos meus 27 anos de vida eu aprendi que você não pode mandar 2 perguntas para um homem na mesma mensagem, ou em mensagens separadas antes de você receber a resposta da primeira. Você só vai conseguir uma resposta para uma das perguntas. Criaturas simples. Pega leve com eles.”

@paigelokkesmoe

***

“Eu sou do tempo em que o ridículo era algo a ser evitado, não um objetivo a ser atingido.”

@rosana

 

 NOSSA DICA

 Hospedagem no barril

Na Quinta da Pacheca, em Portugal, a experiência com o vinho é, digamos, bem intensa! Começa com um passeio pela propriedade, situada na vila de Cambres, região do Douro, a 100km do Porto. Os visitantes podem degustar as bebidas produzidas lá e depois se hospedar em uma das 10 suítes em formato de barril gigante. Os quartos, de 30m, são réplicas dos barris usados na propriedade, feitos de madeira de pinho e projetados pelos proprietários, Paulo Pereira e Maria do Céu Gonçalves.

A vinícola fabrica perto de 250 mil litros de vinho por ano, além de geleia e azeite, e a propriedade, de 50 hectares, conta ainda com uma casa do século 18 onde funciona um hotel boutique, com mais 15 quartos, e um restaurante. As diárias giram em torno de R$ 1.200,00.

 

SUÍTES em formato de barril de vinho na Quinta da Pacheca, Portugal
(Divulgação)

 

 

Amor na sessão de frios

No caixa de um supermercado de Guarapari, lista com sugestões de produtos que não foram encontrados no estabelecimento chama atenção. Entre os itens anotados pelos clientes, como “tomate enlatado” e “biscoito sem lactose”, estava: “Um amor para a vida toda”. É o amor…

 

Penhora de imóveis

Muitos condôminos idosos da Grande Vitória não estão preparados para deixar suas moradias. O síndico terceirizado Luiz Castellar diz que as pessoas projetam a vida para morar com espaço, em locais grandes, que são custosos. Daí o tempo passa, os filhos se vão e os proprietários ficam idosos, com dificuldades de fazer a manutenção nos apartamentos. “Eles têm suas rendas reduzidas e, na maioria das vezes, não conseguem vender o imóvel ou manter o pagamento do condomínio. Está cada vez mais comum a penhora dos imóveis por dívidas”, conta. Muito triste! Dói no coração!

 

Papel para canudo

Os canudos de plástico estão sendo proibidos em muitos lugares mundo afora, na tentativa de reduzir os resíduos plásticos, que prejudicam o meio ambiente. Por isso a Suzano lançou um papel especialmente desenvolvido para a produção de canudos, que é reciclável, biodegradável e de fonte renovável, além de atender as normas para contato direto com alimentos. São duas versões do papel para canudo, com resistência e durabilidade distintas – uma para água, sucos e chás, outra para bebidas alcoólicas, milk shakes e refrigerantes.

JULIANA Modenese e Claudio Chieppe Kroeff em noite romântica na Ilha
(Cloves Louzada)

 

Assalto

Um casal passou recentemente por um susto daqueles ao comprar uma pizza depois de um dia de trabalho. Ao saírem do carro rumo à pizzaria, marido e mulher foram abordados por um ladrão que levou todos os pertences dos dois, incluindo parte do pagamento que a mulher havia acabado de receber. A situação está cada vez mais caótica. Salve-se quem puder!

 

Cirurgias eletivas

Em maio, a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) iniciou o mutirão de cirurgias eletivas para atender 3.747 pacientes de todas as regiões do Espírito Santo, até o final de julho. Em 30 dias, foram realizadas 514 cirurgias, uma média de 17 procedimentos por dia. Foram 270 cirurgias angiológicas, 168 oftalmológicas e 76 ginecológicas. O investimento é de R$ 2.901.139,87 provenientes do governo federal (Portaria Ministerial 195/2019). O governo do Estado investe outros R$ 615.758,37, para cobrir os custos com exames pré-operatórios.

 

Negócios da beleza

O mercado de beleza é um dos mais promissores na economia brasileira: o crescimento para 2019 deve ficar entre 1,5% e 2%. “A tecnologia é uma das responsáveis por esse crescimento. Hoje existem soluções para praticamente todas as queixas de beleza de homens e mulheres”, comentou Urssula Agnes, empresária do setor.

 

Cancelamento de corrida

Alguns serviços deixam a gente realmente sem ação. Representante comercial conta que solicitou um carro por aplicativo de celular da Rodoviária de Vila Velha e teve a corrida cancelada sem qualquer explicação. “O carro chegou e, assim que abri a porta para entrar, o motorista me mandou sair dizendo que havia cancelado a corrida. Eu o questionei e ainda fui xingado”, reclama. Esse tipo de abuso deve ser reportado à empresa imediatamente para que haja punição exemplar.

 

Salário

O professor brasileiro tem o pior salário entre 48 países e é um dos que mais sofre com intimidação e bullying, segundo pesquisa que acaba de ser divulgada pela Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico. Semanalmente, segundo o estudo, 10% das escolas brasileiras registram episódios de intimidação ou abuso verbal contra educadores. A média internacional é de 3%. Inadmissível!

 

Humanização

Vila Velha tem desenvolvido ações para ocupar e humanizar os espaços do município por meio do programa Interagir. Desta vez, o trabalho está sendo realizado na Praia da Costa, embaixo da Terceira Ponte, e segue até o próximo dia 28, com uma programação marcada por dança, teatro aberto e pintura de rosto para as crianças.

 

Exposição

Fotografias panorâmicas e imagens em 360 graus de vários pontos turísticos e patrimônios históricos da Serra estão expostas no Museu Histórico do município. Assinados pelo fotógrafo Luciano Daniel, os registros podem ser conferidos até o dia 20 de setembro, com entrada gratuita. “A exposição capta um pouco da história e evolução da cidade, conectando o observador aos detalhes e encantos do município”, comenta Luciano.

Artigo anteriorSUÍTES em formato de barril de vinho na Quinta da Pacheca, Portugal
Próximo artigoColuna 24 de junho
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe uma resposta