Eles nas redes sociais

“A terra é plana, por isso se chama planeta e não redondeta!”

@midianinja, tirando um sarro de quem jura por aí que a Terra é plana.

***

“A vida não pode ser compartimentada. Você não pode ser feliz na vida pessoal e ir empurrando a vida profissional com a barriga. É tudo vida!”

@carolmazzochin

A LINDA Saly Pio comemorando seus 15 anos no Mokai
(Cloves Louzada)

Corredores de ônibus

Nos últimos cinco anos, o transporte público perdeu 25% de sua demanda. O secretário-geral do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Espírito Santo (Setpes), Jaime De Angeli, afirma que grande parte dessa perda é atribuída à falta de eficiência dos ônibus, que recebem pouca prioridade e ficam presos nos congestionamentos. “Uma solução para recuperar a demanda seria a implantação de faixas e corredores exclusivos para ônibus, a fim de fortalecer o transporte público, ampliando a oferta de serviços de qualidade à população”, avalia.

Talento reconhecido

O cachoeirense Markos Rezende, um gênio ao piano, tinha trabalhos gravados em 1970, em Portugal, e em 1977 e 1979, no Brasil, que nunca foram lançados – embora já tenha havido interessados, como em 1997, em Londres, o que acabou não se concretizando à época. Passadas quatro décadas, o músico assinou um contrato para lançamento dessas obras a partir de março de 2020. “Trabalhar com arte é uma loucura. E neste caminho tortuoso cruzamos eventualmente com amigos que nos impulsionam e acompanham nossos esforços”, disse-nos. Merecido! Parabéns!

Delivery de lingerie

Entrega de alimentos e remédios é mais do que comum. A novidade é receber em casa a sua lingerie. Elissa Frinhani percebeu a falta de tempo das clientes e buscou uma nova forma de atendê-las: leva uma malinha com diversas opções e deixa na porta da casa. O serviço de “test drive” não é cobrado. “Deixamos a pessoa à vontade para provar as peças com calma e depois decidir o que quer. Acertamos pelo WhatsApp mesmo”, diz ela. É o mundo hoje!

CAMILA Lima e Aline Passamani em coquetel fashion na praia de Camburi
(Cloves Louzada)

Chão grudento

O corredor de saída de uma rede de cinemas em Vila Velha é vergonhoso: a sujeira é tanta que o chão chega a ser grudento! “Percebemos que nossos sapatos estavam colando no chão melado de refrigerante e milk-shake. Dava para sentir até um mau cheiro”, disse frequentadora assídua das telonas dessa mesma rede em Vitória e que se assustou com a situação ao ir pela primeira vez em uma dessas salas em um centro de compras canela-verde. Isso não pode!

Ecologicamente correta

A RodoSol iniciou a substituição de cerca de 1,2 mil lâmpadas de vapor de mercúrio por luminárias de led no trecho sob concessão na Rodovia do Sol. A mudança garante mais eficiência na iluminação, consumindo menos energia. O contrato de concessão prevê como atribuição da concessionária a iluminação da Terceira Ponte, do trecho de Barra do Jucu e Ponta da Fruta. A previsão é que a troca esteja concluída no prazo de 40 dias. As lâmpadas retiradas serão doadas para uma entidade que reaproveita o alumínio, contribuindo na geração de renda. Boa!

Tem iPhone?

A Apple vai alertar usuários que trocarem a tela do iPhone por uma que não seja original. A partir do iPhone 11, será emitido um alerta na tela durante 15 dias avisando sobre a troca. Dentro das configurações, essa sinalização vai continuar por toda a vida. O argumento da empresa é que o uso de peças não originais pode provocar danos ao aparelho. Será que é por isso mesmo? Ou receio de perda de mercado devido ao preço salgado na troca de peças? Hein?

Som que não se entende

O sistema de som do aeroporto de Vitória é inacreditavelmente muito ruim, um contraponto à estrutura de alta qualidade que se vê nas instalações. Difícil entender qualquer coisa que saia dos alto-falantes. Mais seguro, para quem está embarcando, é ficar de olho nas informações dos voos disponibilizadas nas telas para acompanhar horários e portões de embarque.

CHAMEGANDO Pedro, a mamãe Mariana Queiroz
(Arthur Louzada)

Moradias regularizadas

Vitória já regularizou quase três mil moradias desde 2005, quando iniciou a regularização fundiária de interesse social. Este ano, já foram 60 moradias, mas a expectativa é que esse número chegue a 150 até o fim do ano. A regularização é um processo de intervenção pública sob os aspectos jurídico, físico e, principalmente, social, buscando a permanência da população que vive em áreas ocupadas em desconformidade com as leis de habitação.

CIRCUITO

A REDE Tribuna realiza amanhã mais uma edição de seu concorrido evento “Em Pratos Limpos”. O almoço-palestra será comandado por Maurício Portugal, sócio da Portugal Ribeiro Advogados, que falará sobre “Ambiente de Negócios para Realização de Concessões e PPPs de Infraestrutura: O Que Precisa Ser Mudado?”.

HOJE é Dia Mundial da Saúde Mental. Amanhã, Dia Nacional de Prevenção da Obesidade.

LUIZA Amalia Sodré estreia no palco do 244 Club hoje, acompanhada por Roger Bezerra (piano), Gabriel Ruy (bateria) e Paulo Sodré (arranjos e contrabaixo), no show “Cantar”.

IRIRI se movimenta com o Festival de Frutos do Mar, que toma o balneário de Anchieta de hoje a domingo com shows, aulas e praça gastronômica. Por lá, Lígia e Rafael Batalha já estão com tudo pronto em seu hotel Espadarte.

O JOTA Quest faz show amanhã, às 22h, no Espaço Patrick Ribeiro, no aeroporto de Vitória. Não dá para não ir!

A PERSONAL organizer Flavia Nolasco dá dicas sobre mesa posta e organização, hoje, às 17h, no Shopping Rio Branco, a convite de Polyana Lima e Mariana Puglieli, que assinam o ambiente “Varanda Gourmet” na Mostra de Arquitetura e Decoração do mall.

A MOBILIDADE urbana na Grande Vitória será tema da palestra de Daniella Bonatto, professora de Arquitetura da Ufes, hoje, na Jornada Científica da Unidade de Arquitetura da Faesa.

O ESPÍRITO Santo representa a região Sudeste no Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur). O secretário de Turismo, Dorval Uliana, foi eleito vice-presidente regional da região Sudeste.

INGRID Thebaldi convida a criançada para uma oficina de macarons, sábado, às 14h, na Casa Qu4tro, Barro Vermelho.

FICA em cartaz até sábado a exposição “De Pedras a Pássaros, Direções e Sentidos”, das artistas Bel Barcellos e Anna Helena Cazzani, na OÁ Galeria.

NOVA Venécia será o primeiro município da Macrorregião Norte do Estado a colocar em funcionamento o Fundo Municipal de Cultura. Constituído por recursos provenientes do orçamento anual do município, o fundo terá o objetivo de promover e potencializar a produção cultural da região.

E TOCA A VIDA!

Artigo anteriorColuna 09 de outubro
Próximo artigoColuna 11 de outubro
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe seu comentário: