PÉROLAS

“Sem educação emocional, não adianta saber resolver equações.”

Do professor Rafael Guerrero.

“Eu diria que os 50 são os novos 30. O Brasil ainda não viu o potencial dessa mulher de 50, que é a grande consumidora, com a vida profissional na maioria das vezes encaminhada ou bem-sucedida.”

Cláudia Raia, atriz, plena aos 52 anos.

“O conceito de velhice está ultrapassado.”

Fernanda Damiani, geriatra.

“Estamos otimistas com o comportamento da economia nos últimos dois anos.”

Álvaro Duboc, secretário de Estado de Economia e Planejamento.

i
A DIGITAL influencer Lorraine Stoodley em ensaio de moda em clima de primavera com o body de tule e sutiã da Intimissim

Eles nas redes sociais

“Gente não precisa ter opinião sobre tudo às vezes um ‘sei de nada não’ é melhor do que falar um monte de coisa e passar vergonha.”

@oboladasso

***

“Esteja com pessoas que você não precise defumar Sálvia quando elas vão embora.”

@viagemdaluz

NOSSA DICA

Perigos dessa era

Educar uma criança é tarefa que exige dedicação. Nessa caminhada de formar um ser humano ético, gentil e feliz, um universo de dúvidas passa pela cabeça dos pais – em especial em um mundo com tecnologias, redes sociais, exposição etc e tal. Muitos desses questionamentos são respondidos pela educadora e escritora Tania Zagury em seu 26º livro, “Os Novos Perigos que Rondam Nossos Filhos – Para Papais do Século 21”.

Com mais de 40 anos de experiência em educação, ela aborda temas como o estabelecimento de hábitos e rotinas saudáveis física e emocionalmente para os pequenos em plena era da internet, limites, o papel da família e o da escola e o bullying. “Devemos nos preocupar com os perigos e evitar o que for possível, mas sempre lembrando que o caminho mais seguro é através da educação. Os perigos existem hoje, existiram no passado e vão existir no futuro. O importante é estar consciente de que eles existem, e a melhor forma de evitar problemas com nossos filhos é pela prevenção”, disse.

NO LIVRO “Os Novos Perigos que Rondam Nossos Filhos”, Tania Zagury fala de hábitos e rotinas saudáveis para crianças na era da internet
(Divulgação)

Hoje

É o Dia Nacional do Fisioterapeuta e do Terapeuta Ocupacional.

***

Tem Rua das Artes em Vila Velha, das 10h às 18h. Com o tema “Oktober Rua”, a Praça Otávio de Araújo, na Prainha, será palco de muita arte, artesanato, cultura, música, literatura e Congo. Participação da Banda Beatos de São Benedito.

GEISHA Sily, Brunella Sily Bumachar, Cristina e Emílio Bumachar Neto, Jutahy e Jacqueline Magalhães na despedida de Budapeste, no New York Café
GEISHA Sily, Brunella Sily Bumachar, Cristina e Emílio Bumachar Neto, Jutahy e Jacqueline Magalhães na despedida de Budapeste, no New York Café

Mais empreendedores

Alimentação, cosméticos e vestuário são os segmentos com forte tendência no mercado capixaba. José Eugênio Vieira, diretor-técnico do Sebrae/ES, diz que está impressionado com a quantidade de empreendedores individuais no Estado, sendo a maioria iniciantes. “Enquanto uns reclamam da crise, outros buscam alternativas. Entre os meses de janeiro e setembro tivemos alta, com mais empresas abertas do que fechadas. O balanço é sempre positivo. Questão de sobrevivência”, disse-nos ele, que em três dias visitou mais de 3.500 empreendedores.

Trauma facial

Os acidentes de trânsito, em especial envolvendo motocicletas e ciclistas, são a principal causa de fraturas e ferimentos faciais graves no Brasil. A implantodontista Mariella Gottardi diz que a utilização correta de capacete é o principal protetor para quem anda de bicicleta, patinete, patins, moto e afins, diminuindo em 70% o risco e a gravidade de lesões. “Percebo que a maioria dos acidentados é de jovens entre 20 e 40 anos de idade”, ressalta.

Será que embala?

A Seleção empatou em 1 a 1 com o Senegal na última quinta-feira, em jogo morno-quase-frio. Com isso, já são três jogos sem vitória. Ô, Tite! É tática de se fingir de morto, o time está em banho-maria ou a rapaziada não está se entendendo? Hoje tem mais um teste, contra a Nigéria, às 9h. Hora de acordar, porque as eliminatórias para a Copa já estão logo ali!

Ensino integral

A pesquisa Excelência com Equidade revelou que existem apenas 100 escolas públicas de ensino médio que atendem alunos de baixa renda com bons índices de aprovação e notas próximas da média em provas nacionais. Isso equivale a 2% das 5.042 escolas. A maioria está no Ceará (55 delas), seguido por Espírito Santo. O estudo mostrou claramente que escolas de ensino médio com bons resultados são escolas de ensino integral. Apesar disso, o Ministério da Educação este ano não repassou os recursos para o programa de ensino integral. Que absurdo isso, MEC! Copiou aí, bancada capixaba?

Chão grudento

O corredor de saída de uma rede de cinemas em Vila Velha é vergonhoso: a sujeira é tanta que o chão chega a ser grudento! “Percebemos que nossos sapatos estavam colando no chão melado de refrigerante e milk-shake. Dava para sentir até um mau cheiro”, disse frequentadora assídua das telonas dessa mesma rede em Vitória e que se assustou com a situação ao ir pela primeira vez em uma dessas salas em um centro de compras canela-verde. Isso não pode!

Obsessão pela felicidade

“A obsessão por ser feliz o tempo todo faz as pessoas se sentirem péssimas”, diz o psicólogo israelense Tal Ben-Shahar, que lecionou por 25 anos em Harvard. “Não é possível estar feliz sempre. As emoções negativas, como a raiva, o medo e a ansiedade, são necessárias para nós. Só os psicopatas estão a salvo disso. O problema é que, por falta de educação emocional, quando as sentimos, as rejeitamos, e isso faz que se intensifiquem e que o pânico nos domine”, aponta.

Imagem não autorizada

Uma capixaba foi indenizada em R$ 2 mil depois de ter sua imagem utilizada para fins comerciais sem autorização. A foto foi veiculada na rede social de um estabelecimento comercial. Em sua defesa, a loja disse que retirou a imagem do ar assim que foi contatada pela cliente e que não houve dano moral. Na sentença, o juiz destacou que a retirada da imagem não exclui a responsabilidade civil e determinou pagamento de indenização a título de danos morais. Cara de pau 10 da empresa!

Som que não se entende

O sistema de som do aeroporto de Vitória é inacreditavelmente muito ruim, um contraponto à estrutura de alta qualidade que se vê nas instalações. Difícil entender qualquer coisa que saia dos alto-falantes. Mais seguro, para quem está embarcando, é ficar de olho nas informações dos voos disponibilizadas nas telas para acompanhar horários e portões de embarque.

Da estação Mais que mudar o guarda-roupa, a troca na estação do ano pede também por ajustes na cozinha. A nutricionista Alessandra Stefani diz que a Primavera é a época que mais tem fruta, verdura e legume. Ela aponta os alimentos da estação: figo, laranja lima, laranja pera, maçã, mamão havaí, manga; melão; tangerina murgot; agrião; brócolis; couve flor; cheiro verde; couve manteiga; espinafre; abóbora; abobrinha; chuchu; tom

Artigo anteriorLIVRO “Os Novos Perigos que Rondam Nossos Filhos”,
Próximo artigoColuna 14 de outubro
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

Deixe seu comentário: