A Palavra

Para começar bem a semana: “E também que todo o homem coma e beba, e goze do bem de todo o seu trabalho. Isto é um dom de Deus. Eu sei que tudo quanto Deus faz durará eternamente. Nada se lhe deve acrescentar, e nada se lhe deve tirar. E isto faz Deus para que haja temor diante dele”. (Eclesiastes 3, 13-14)
 
 
Hoje
Hélio Schneider convida para o jantar da Super Acaps Panshow, às 20h, no Lareira Portuguesa. A feira começa amanhã, reunindo 24 mil pessoas no Pavilhão de Carapina, na Serra.
***
Lucas Izoton recebe a equipe de jornalistas da Rede Tribuna para um almoço de agradecimento pelo apoio nesses oito anos em que ele presidiu a Findes.
 
JULIANA Beltrão e Fabrícia Frizzera em festa de aniversário no Vero
(Cloves Louzada)
 
 
Bom dia, Piu!
O Piu Dalla é daquelas pessoas muito especiais que circulam nesta Ilha, onde bonitas histórias de garra e determinação acontecem. Os desafios que encontrou pela frente não foram poucos. Venceu todos e hoje também tem o reconhecimento do seu trabalho sério na gastronomia – recebeu pela terceira vez consecutiva o prêmio da Veja-ES semana passada no item “Bom e Barato”. E bota bom nisso. A casa de delícias do Piu, na Praia do Canto, tem amigos famosos que inclusive vão até a cozinha para ver a finalização do seu prato predileto, como é o caso do astro da MPB Wagner Tiso, que capixabou de vez e já reside na capital com seu jeito de “Coração de Estudante” e cheio de amor para dar.
 
Livro contra racismo
O Museu Capixaba do Negro, em Vitória, vai receber da Unesco hoje uma coleção de livros sobre a história da África. Na ocasião, o prefeito João Coser recebe a ministra da Igualdade Racial, Luiza Helena de Bairros, e representantes da Unicef, para dar início a várias iniciativas para sensibilizar a sociedade contra o racismo e promover a igualdade de tratamento e de oportunidades. Entre as ações estão a adesão ao Fórum Intergovernamental de Promoção da Igualdade Racial.
 
Perigo em 2 rodas
De cada 10 ligações feitas ao Samu, em média seis são para atender vítimas de acidente de moto. Só neste ano, mais de 70 motociclistas morreram no Estado, um índice de 11 por mês!!! Um outro lance: muitos causam acidentes e prejuízos aos demais veículos (quebra de retrovisor lidera o ranking!), fogem do local ou informam números de telefone que não existem. Há exceções. Mas alguma ação governamental terá quer tomada já.
 
OS CASAIS Lúcio-Tatiana Rezende e Adriana-Carlos Henrique Barbosa
(Cloves Louzada)
 
 
Hobalala
A cantora Joyce e o pianista João Donato foram alguns dos entrevistados pelo romancista alemão Marc Fischer no livro “Hobalala – Auf Der Suche Nach João Gilberto” (“Hobalala – à Procura de João Gilberto”, na tradução). O título se refere à canção composta por João Gilberto, registrada no lendário álbum “Chega de Saudade”, de 1959. A obra acaba de chegar ao mercado pela editora Rogner & Bernhard, com 220 páginas que enaltecem a genialidade do artista. Joyce e João Donato estarão juntos no palco do Teatro Carlos Gomes ao lado também de Emílio Santiago no dia 24 de agosto, em um grande espetáculo com nossa assinatura e apoio da Rede Tribuna.
 
Navegação consciente
Incidentes como o dos pescadores capixabas que ficaram 20 dias à deriva reacendem a preocupação com a segurança das embarcações. As causas ainda são investigadas, mas pode ter ocorrido algum problema mecânico. Por isso, será realizada uma campanha de conscientização capitaneada por Rodrigo Haje com donos de embarcações, ressaltando as normas da Capitania dos Portos e os procedimentos que devem ser adotados ao sair para o mar. E o principal: a responsabilidade dos condutores, perto ou longe das praias, ok?
 
Tatuagem de noiva
A febre europeia da “tatuagem” de renda francesa e cristal para noivas acaba de desembarcar na Ilha. A novidade, trazida pelas estilistas Larissa Lorenzutti e Paula Boulanger, é utilizada para incrementar o vestido, podendo ser colada em ombros, costas ou colo. “Para usar, é preciso ter estilo e elegância. O legal é que o acessório é guardado depois como recordação”, comentou Paula.
 
REGINA Galen e Hellen Cristina Ramos na Victoria Brasil
(Cloves Louzada)
 
 
Qualificação
Nos próximos meses, serão oferecidos cursos de qualificação gratuitos em Anchieta, numa parceria entre prefeitura e Sesi/Senai. São 121 vagas e as inscrições já estão abertas.
 
Vaga furada
Se você comprou um apartamento na planta e teve problemas com a vaga de garagem na entrega das chaves, devido a falhas no projeto, saiba que o problema é geral. “As construtoras estão desrespeitando normas técnicas que tratam do fluxo de veículos na garagem, estabelecendo espaço para manobras e quantidade de portões”, disse José Geraldo Tardin, presidente do Instituto Brasileiro de Estudo e Defesa do Consumidor (Ibedec).
 
 
CLÁUDIO e Érika Carneiro
(Cloves Louzada)
 

Artigo anteriorColuna 03 de julho
Próximo artigoNovidade para as noivas
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here