Eles nas redes sociais

“Top 5 cursos que eu gostaria de ter feito: – herdeira”

@anadotelhado

***

“Quanto menos você fala, mais valor tem suas palavras.”

@revolucaodiariaa

HANNA Fogos, que hoje ganha festa de 15 anos no MS Buffet, com produção e cerimonial de Roberta Lacerda
(Debora Benaim)

 

 

Praça Getúlio Vargas

A escultura em bronze de corpo inteiro do presidente Getúlio Vargas, localizada na praça que leva o seu nome, no centro de Vitória, está totalmente sem identificação. Além de pichações, a placa de granito está com a frase da carta-testamento que Vargas escreveu ao povo brasileiro faltando letras. Sete letras, precisamente. O monumento foi criado por Leonardo Lima e inaugurado em 1955.

 

Atualize o WhatsApp

O aplicativo de envio de mensagens WhatsApp divulgou recentemente uma falha de segurança em seu sistema que permitia que hackers instalassem um software espião nos celulares. Segundo o especialista em Tecnologia da Loga Internet, Renato Souza, essa vulnerabilidade deixa o aparelho exposto à coleta de diversas informações, inclusive senhas, sem deixar rastros. “É recomendado que os usuários atualizem o aplicativo para a última versão disponível, que já está segura”, orienta.

 

Rotina para idosos

Idosos diagnosticados com demências – epa! – se sentirão mais tranquilos se tiverem uma rotina de atividades bem planejada e executada. “Por terem a noção de espaço e tempo prejudicada diante dos sintomas caracterizados pela redução da função cerebral, ter uma agenda semanal com horários para acordar, tomar o café da manhã, realizar exercícios físicos, almoçar, ver televisão, passear, jantar, dormir etc ajudará a dar segurança e reduzir conflitos”, explica Gustavo Souza, psicólogo de residência assistida.

EM JANTAR beneficente na Apae Vitória, seu diretor Felipe Pimentel e a madrinha da entidade filantrópica, Fernanda Prates
(Cloves Louzada)

 


Sem medidas

Leitora de MP está numa baita peleja para contratar serviço de vidraçaria e marmoraria. Segundo ela, as empresas consultadas não vão ao local para fazer a medição das áreas, que são grandes. “Foi uma luta conseguir alguém para fazer o orçamento dos parapeitos e das soleiras. Disseram que eu que teria que mandar as medidas. Só viriam aqui se eu fechasse com elas. Como vou fechar um serviço sem saber o valor final?”, questiona.

 

Sem noção

Enquanto aguardava a realização de um exame, paciente – já impaciente! – não acreditava na cena que presenciou na recepção do hospital: três homens conversando alto – muito alto! –, contando causos, passando áudios de WhatsApp para todo mundo ouvir e rindo. Falta de educação, de respeito e de noção! Mesmo com todos os olhares recriminadores dos outros pacientes e acompanhantes, eles nem se incomodaram e seguiram no animado bate-papo.

 

Leitura que cura

Nos Estados Unidos existe uma Associação Nacional para a Terapia pela Poesia, cuja finalidade é o uso da literatura para o desenvolvimento pessoal e o tratamento de situações patológicas. O “biblioterapeuta” trabalha em hospitais, instituições psiquiátricas e geriátricas, prisões etc. Ele seleciona um poema, um conto ou um trecho de romance, que é lido para a pessoa. Sua resposta emocional é então discutida. Acessível e prazerosa essa terapia!

 

SIMONE e Daniel Barzilai no lançamento da coleção de seu espaço, que teve curadoria de design e arte por Márcia Abreu
(Cloves Louzada)


Políticas culturais

O Formemus, conferência musical que será realizada de 30 de maio a 2 de junho, em Vitória, terá presença de Edson Natale, músico, escritor, jornalista, gerente de música do Itaú Cultural e coordenador do Auditório Ibirapuera (SP). Ele traz sua experiência para o painel de Políticas Culturais, que irá abordar políticas públicas e privadas de cultura, a importância desses mecanismos e as perspectivas futuras. Quem também participa desse painel é Victor D’Almeida, gerente de Cultura no Instituto Oi Futuro, que já atuou na Unesco e no Sesc Rio.

 

Festival ítalo-germânico

A Italemanha, em Marechal Floriano, será nos dias 28, 29 e 30 de junho, além da escolha das rainhas e princesas no dia 27, evento que abre a festança. Artistas nacionais serão escalados para a maratona de shows, em plena alta temporada de inverno na região serrana capixaba. “Como no ano passado, não usaremos recursos do município para a contratação destes shows, mas sim verba do Ministério do Turismo específica para esse fim”, comentou a secretária de Cultura e Turismo de Marechal, Maria Goretti.

CIRCUITO

 

DEPOIS do tomate, é a vez do preço do alho disparar nos supermercados. Há locais em que o quilo está custando mais de R$ 19,00 – sendo que até pouco tempo atrás saía por volta de R$ 14,00. A informação do mercado é tendência de aumento para hortaliças, legumes e verduras. Muito lindo isso!

 

DALVA Carone receberá amigas em sua casa na Aldeia, em Guarapari, para almoço no próximo dia 23.

 

NEUSA Glória Santos lança seu novo livro, “Lembranças e Reflexões”, dia 24, na Feira Literária Capixaba (Flic), que será realizada na Ufes. No dia 30, às 17h, o lançamento será no Sindicato dos Delegados, onde também apresenta a obra “Câncer: O Protagonista Silencioso”.

 

NEY Matogrosso apresenta sua nova turnê, “Bloco na Rua”, amanhã, às 21h, no Espaço Patrick Ribeiro. O repertório tem sucessos de outros artistas, como “Eu Quero é Botar Meu Bloco na Rua” (Sérgio Sampaio), “Jardins da Babilônia” (Rita Lee), “Mais Feliz” (Cazuza) e “A Maçã” (Raul Seixas), além de hits de sua carreira, como “Pavão Misterioso” e “Sangue Latino”. Não dá para não ir.

 

TRINTA alunos de Design de Moda da Faesa comandam ateliê dentro da Loja Vazia, campanha de solidariedade que segue até o próximo dia 26 no Shopping Vitória. Eles utilizam técnicas como bordado, desenho, apliques, pintura e reestilização para customizar as doações e agregar valor às roupas, que serão vendidas pelas entidades beneficiadas. “A triagem seleciona as peças que precisam de intervenção, por terem mancha ou furo, por exemplo”, explica o coordenador técnico, Josué Vasconcelos.

 

O HOSPITAL das Clínicas (Hucam) e as Óticas Cachoeiro estão disponibilizando cartilhas informativas sobre os direitos de pessoas com deficiência visual. Em dezembro último, o hospital realizou uma mostra de fotografias em homenagens às pessoas portadoras de baixa visão, no Dia Nacional da Pessoa com Deficiência Visual.

 

A CULTURA K-pop, da Coreia do Sul, ganhou destaque no mundo ocidental. Os fãs desse estilo musical, que tem como um dos ícones a banda BTS, já desfilam nas ruas com moda, estilo e comportamento característicos. No vestuário, entram camisas colegiais, blusas masculinas com um tamanho a mais, calças mais apertadas e tênis chamativos, tudo com muita cor. Outro detalhe são os acessórios como uma distinção das roupas.

 

E TOCA A VIDA!

Artigo anteriorCoquetel na Conceito Sier – Fotos: Cloves Louzada
Próximo artigoColuna 18 de maio
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here