Eles nas redes sociais

“A terra é plana, por isso se chama planeta e não redondeta!”

@midianinja, tirando um sarro de quem jura por aí que a Terra é plana.

***

“A vida não pode ser compartimentada. Você não pode ser feliz na vida pessoal e ir empurrando a vida profissional com a barriga. É tudo vida!”

@carolmazzochin

A LINDA Saly Pio comemorando seus 15 anos no Mokai
(Cloves Louzada)

Corredores de ônibus

Nos últimos cinco anos, o transporte público perdeu 25% de sua demanda. O secretário-geral do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Espírito Santo (Setpes), Jaime De Angeli, afirma que grande parte dessa perda é atribuída à falta de eficiência dos ônibus, que recebem pouca prioridade e ficam presos nos congestionamentos. “Uma solução para recuperar a demanda seria a implantação de faixas e corredores exclusivos para ônibus, a fim de fortalecer o transporte público, ampliando a oferta de serviços de qualidade à população”, avalia.

Talento reconhecido

O cachoeirense Markos Rezende, um gênio ao piano, tinha trabalhos gravados em 1970, em Portugal, e em 1977 e 1979, no Brasil, que nunca foram lançados – embora já tenha havido interessados, como em 1997, em Londres, o que acabou não se concretizando à época. Passadas quatro décadas, o músico assinou um contrato para lançamento dessas obras a partir de março de 2020. “Trabalhar com arte é uma loucura. E neste caminho tortuoso cruzamos eventualmente com amigos que nos impulsionam e acompanham nossos esforços”, disse-nos. Merecido! Parabéns!

Delivery de lingerie

Entrega de alimentos e remédios é mais do que comum. A novidade é receber em casa a sua lingerie. Elissa Frinhani percebeu a falta de tempo das clientes e buscou uma nova forma de atendê-las: leva uma malinha com diversas opções e deixa na porta da casa. O serviço de “test drive” não é cobrado. “Deixamos a pessoa à vontade para provar as peças com calma e depois decidir o que quer. Acertamos pelo WhatsApp mesmo”, diz ela. É o mundo hoje!

CAMILA Lima e Aline Passamani em coquetel fashion na praia de Camburi
(Cloves Louzada)

Chão grudento

O corredor de saída de uma rede de cinemas em Vila Velha é vergonhoso: a sujeira é tanta que o chão chega a ser grudento! “Percebemos que nossos sapatos estavam colando no chão melado de refrigerante e milk-shake. Dava para sentir até um mau cheiro”, disse frequentadora assídua das telonas dessa mesma rede em Vitória e que se assustou com a situação ao ir pela primeira vez em uma dessas salas em um centro de compras canela-verde. Isso não pode!

Ecologicamente correta

A RodoSol iniciou a substituição de cerca de 1,2 mil lâmpadas de vapor de mercúrio por luminárias de led no trecho sob concessão na Rodovia do Sol. A mudança garante mais eficiência na iluminação, consumindo menos energia. O contrato de concessão prevê como atribuição da concessionária a iluminação da Terceira Ponte, do trecho de Barra do Jucu e Ponta da Fruta. A previsão é que a troca esteja concluída no prazo de 40 dias. As lâmpadas retiradas serão doadas para uma entidade que reaproveita o alumínio, contribuindo na geração de renda. Boa!

Tem iPhone?

A Apple vai alertar usuários que trocarem a tela do iPhone por uma que não seja original. A partir do iPhone 11, será emitido um alerta na tela durante 15 dias avisando sobre a troca. Dentro das configurações, essa sinalização vai continuar por toda a vida. O argumento da empresa é que o uso de peças não originais pode provocar danos ao aparelho. Será que é por isso mesmo? Ou receio de perda de mercado devido ao preço salgado na troca de peças? Hein?

Som que não se entende

O sistema de som do aeroporto de Vitória é inacreditavelmente muito ruim, um contraponto à estrutura de alta qualidade que se vê nas instalações. Difícil entender qualquer coisa que saia dos alto-falantes. Mais seguro, para quem está embarcando, é ficar de olho nas informações dos voos disponibilizadas nas telas para acompanhar horários e portões de embarque.

CHAMEGANDO Pedro, a mamãe Mariana Queiroz
(Arthur Louzada)

Moradias regularizadas

Vitória já regularizou quase três mil moradias desde 2005, quando iniciou a regularização fundiária de interesse social. Este ano, já foram 60 moradias, mas a expectativa é que esse número chegue a 150 até o fim do ano. A regularização é um processo de intervenção pública sob os aspectos jurídico, físico e, principalmente, social, buscando a permanência da população que vive em áreas ocupadas em desconformidade com as leis de habitação.

CIRCUITO

A REDE Tribuna realiza amanhã mais uma edição de seu concorrido evento “Em Pratos Limpos”. O almoço-palestra será comandado por Maurício Portugal, sócio da Portugal Ribeiro Advogados, que falará sobre “Ambiente de Negócios para Realização de Concessões e PPPs de Infraestrutura: O Que Precisa Ser Mudado?”.

HOJE é Dia Mundial da Saúde Mental. Amanhã, Dia Nacional de Prevenção da Obesidade.

LUIZA Amalia Sodré estreia no palco do 244 Club hoje, acompanhada por Roger Bezerra (piano), Gabriel Ruy (bateria) e Paulo Sodré (arranjos e contrabaixo), no show “Cantar”.

IRIRI se movimenta com o Festival de Frutos do Mar, que toma o balneário de Anchieta de hoje a domingo com shows, aulas e praça gastronômica. Por lá, Lígia e Rafael Batalha já estão com tudo pronto em seu hotel Espadarte.

O JOTA Quest faz show amanhã, às 22h, no Espaço Patrick Ribeiro, no aeroporto de Vitória. Não dá para não ir!

A PERSONAL organizer Flavia Nolasco dá dicas sobre mesa posta e organização, hoje, às 17h, no Shopping Rio Branco, a convite de Polyana Lima e Mariana Puglieli, que assinam o ambiente “Varanda Gourmet” na Mostra de Arquitetura e Decoração do mall.

A MOBILIDADE urbana na Grande Vitória será tema da palestra de Daniella Bonatto, professora de Arquitetura da Ufes, hoje, na Jornada Científica da Unidade de Arquitetura da Faesa.

O ESPÍRITO Santo representa a região Sudeste no Fórum Nacional dos Secretários e Dirigentes Estaduais de Turismo (Fornatur). O secretário de Turismo, Dorval Uliana, foi eleito vice-presidente regional da região Sudeste.

INGRID Thebaldi convida a criançada para uma oficina de macarons, sábado, às 14h, na Casa Qu4tro, Barro Vermelho.

FICA em cartaz até sábado a exposição “De Pedras a Pássaros, Direções e Sentidos”, das artistas Bel Barcellos e Anna Helena Cazzani, na OÁ Galeria.

NOVA Venécia será o primeiro município da Macrorregião Norte do Estado a colocar em funcionamento o Fundo Municipal de Cultura. Constituído por recursos provenientes do orçamento anual do município, o fundo terá o objetivo de promover e potencializar a produção cultural da região.

E TOCA A VIDA!

Artigo anteriorColuna 09 de outubro
Próximo artigoColuna 11 de outubro
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here