A Palavra

Para começar bem a semana: “E disse-me: A minha graça te basta, porque o meu poder se aperfeiçoa na fraqueza. De boa vontade, pois, me gloriarei nas minhas fraquezas, para que em mim habite o poder de Cristo. Por isso sinto prazer nas fraquezas, nas injúrias, nas necessidades, nas perseguições, nas angústias por amor de Cristo. Porque quando estou fraco então sou forte”. (2 Coríntios 12:9,10)



Eles nas redes sociais

“Boa noite proletariados mais um dia sendo finalizado com sucesso. Hoje o dia foi tão cansativo que parece que limpei o Cristo Redentor de bucha. Espero que o dia de vocês tenha sido top igual vocês. Mas se não foi mantenha a fé que amanhã vai dar tudo certo.”

@omusojoao

***

“Eu só procuro pelo que me eleva. Se não busco, se não falo, se não chamo, é porque não quero.”

@pefabiodemelo

LÚCIA Bermudes e Zildinha Helal
(Cloves Louzada)

Imposto para idosos

Pessoas físicas e jurídicas podem destinar parte do Imposto de Renda 2020 devido a projetos sociais voltados para a promoção, proteção e defesa dos direitos da pessoa idosa de Vitória. O programa deste ano permite que a doação seja realizada no preenchimento da Declaração – e não somente no ano-base 2019 –, respeitando o limite de 3% do total devido. Com a novidade, o próprio sistema da Receita emite o Documento de Arrecadação de Receitas Federais (Darf), que precisa ser pago pelo contribuinte até 30 de abril.

Medo x imunidade

A acupuntura vem sendo amplamente utilizada nessa época em que a população fica mais vulnerável ao ataque de uma grande quantidade de vírus que podem causar danos à saúde, como H1N1, herpes e Covid-19. O acupunturista Adriano Salviato diz que o medo, a ansiedade e o estresse afetam a imunidade, abrindo portas para patógenos oportunistas, como gripes, resfriados, complicações respiratórias e distúrbios gástricos, entre outros. “Meus pacientes recebem um protocolo direcionado ao sistema imunológico, independente da queixa principal”, informa.

Dor de cabeça

Epa! O smartphone faz com que as pessoas que têm dor de cabeça usem mais medicações e com menor efeito, diz estudo recém-publicado pelo periódico Neurology Clinical Practice da Academia Americana de Neurologia. O neurologista Ricardo Teixeira diz que o estudo lança muitas perguntas que possam explicar esses resultados. “Isso teria ligação com a postura do pescoço? Ou o estresse mental e/ou ocular de estar sempre conectado? Privação de sono? Luminosidade da tela? Campo eletromagnético?”, questiona.

NAZARÉ Miranda e Martha Paiva em recepção de Carlota Gottardi
(Cloves Louzada)

Prazos mantidos

O Tribunal Regional do Trabalho (TRT-ES) ampliou as medidas contra a propagação do Covid-19 e decidiu suspender, até o próximo dia 31, o atendimento e as audiências nas Varas do Trabalho, assim como as correições. Os prazos, porém, estão mantidos. Medida semelhante é requerida pela Associação dos Magistrados do Espírito Santo (Amages) ao presidente do Tribunal de Justiça do Estado (TJES), desembargador Ronaldo Gonçalves de Sousa.

Lei João Bananeira

Recém-publicado, o edital da Lei de Incentivo Financeiro à Cultura João Bananeira vai disponibilizar mais de R$ 500 mil para projetos culturais em Cariacica que podem ser realizados por entidades culturais ou por pessoas físicas residentes há ao menos dois anos no município. As inscrições vão até 24 de abril. Os projetos não podem ultrapassar o valor de R$ 24.558,80. As áreas que podem ser contempladas são patrimônio cultural, artes musicais, artes cênicas, audiovisual e artes visuais, entre outras.

Noz capixaba

Em 2019, a produção de macadâmia no Espírito Santo registrou 1,3 mil tonelada em uma área plantada de 660 hectares, concentrada em São Mateus, no Norte do Estado, responsável por mais de 99% de toda a produção capixaba. De acordo com a Associação Brasileira de Noz de Macadâmia (ABM), os capixabas e os paulistas são os maiores produtores da noz no País. São Paulo é responsável por 33% da produção, já o Espírito Santo por 31%. A exportação é principalmente para os Estados Unidos.

AS IRMÃS Ana Maria Coelho e Gilda Dalla Bernardina com Ana Maria Vieira
(Cloves Louzada)

Estação Leopoldina

O prédio da Estação Leopoldina, com um alto valor histórico e já bastante deteriorado pela ação do tempo, será restaurado nos moldes do que era antes de 1895, época em que foi construído no bairro de Argolas, em Vila Velha. O local será transformado em um Centro Pedagógico e Cultural. O projeto foi aprovado pelo Iphan-ES e pelo Corpo de Bombeiros. Os recursos já estão previstos no orçamento, mas não há previsão de início das obras.

CIRCUITO

OS FRACASSOS, veja só!, são pré-requisitos para se atingir o sucesso, aponta pesquisa publicada pela Nature. Mas não é qualquer fracasso. São aqueles que fazem a gente nos aprimorar para as próximas tentativas e que estas não demorem a acontecer. A diferença é que os “vencedores” trabalham duro de forma mais esperta. Quanto mais rapidamente perceber o fracasso e se organizar para uma próxima investida, melhor, dizem os pesquisadores.

HOJE é Dia do Optometrista, Dia Mundial da Meteorologia e Dia Nacional do Piso Salarial dos Professores.

A COMERCIALIZAÇÃO do palmito in natura na Rodovia Darly Santos, em Vila Velha, será realizada entre os dias 25 de março e 12 de abril de 2020. O ingrediente é um dos principais para a tradicional torta capixaba, prato típico da Semana Santa. Este é o sexto ano em que a venda é concentrada em um único ponto da cidade.

RECONHECIDA pelo Conselho Federal de Psicologia como terapia auxiliar no tratamento de problema emocionais, a hipnose clínica pode ajudar até a melhorar a concentração e a autoestima. “Todas as pessoas podem ser submetidas ao tratamento, apesar de algumas apresentarem uma resistência maior. No geral, quanto mais criativa e inteligente é a pessoa, mais fácil ela entra no estado hipnótico”, aponta o hipnólogo Ronaldo Franco.

AO TODO, 60 pássaros silvestres foram resgatados de um cativeiro irregular no bairro Garoto, em Vila Velha. Os animais foram encontrados após uma fiscalização. Dentre os pássaros estavam coleiros, sabiás e canários da terra.

LEVANTAMENTO inédito mostra que, nos últimos 10 anos, somente 32,4% dos desembargadores do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro eram do sexo feminino. De 2010 a 2020, 256 magistrados tiveram seus perfis traçados pela publicação. Do total, 83 eram mulheres para um total de 173 desembargadores. Atualmente, entre todos os 180 desembargadores ativos, 61 são mulheres.

A COZINHA tem se transformado no coração da casa. O cômodo deixou de ter o ar minimalista e branco, ganhando uma enorme variedade de eletrodomésticos, como lava-louças e coifas de última geração. Os moradores também passaram a ser mais ousados e a pedirem mais cores e elementos decorativos, por ser um lugar de maior convívio.

E TOCA A VIDA!

Artigo anteriorBulgari mais rocker
Próximo artigoColuna 24 de março
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here