PÉROLAS

“O tédio começa a tomar conta, vem silencioso e faz brotar uma grosseria entre os casais, entre pais e filhos. Passam a ter pouca tolerância por estarem prisioneiros de si mesmos.”

Do psiquiatra José Nazar, alertando para os sinais de irritabilidade durante a quarentena.

“Aqui em casa, ou come ou paga a conta. Minha prioridade é dar de comer aos meus quatro filhos.”

Claudia dos Santos, cabeleireira e chefe de família.

“Agora tenho duas datas de aniversário: dia 24 de setembro de 1938 e 19 de abril de 2020.”

Leni de Oliveira Rodrigues, 81 anos, curada da Covid-19.

“A imaginação é a metade da doença. A tranquilidade é a metade do remédio. E a paciência é o primeiro passo para a cura.”

Avicena, médico e filósofo (980-1037).

IVAN Aguilar lançou uma linha de máscaras com sua marca e abraçou uma causa beneficente na pandemia: está recebendo doações de alimentos que serão destinados ao projeto Anjos Rosa, que assiste comunidades carentes e pessoas em situação de rua. A ação irá durar enquanto houver isolamento

Eles nas redes sociais

“Pergunta genuína: se o correto pro humano é dormir à noite e ficar acordado de dia, por que invertemos tudo na primeira oportunidade?”

@binerighetti

***

“É nesse momento que a gente percebe que até as coisas mais simples do cotidiano eram espetaculares”

@CesarMc027

NOSSA DICA

Burberry sustentável

A Burberry lançou uma coleção-cápsula 100% eco-friendly, com 26 peças de sua coleção de verão 2020 em versão totalmente sustentável. A ReBurberry Edit, como foi batizada, foi fabricada com materiais como retalhos, plásticos industriais e outros materiais reciclados, além de fibras nacionais inglesas.

Outra novidade é que cada peça traz uma etiqueta verde-pistache informando todas as credenciais sustentáveis, como compensações de emissão de carbono, percentual de fibras recicladas e as políticas sociais da grife inglesa, como salário mínimo dos funcionários envolvidos na confecção daquele item. O objetivo é que essa etiqueta esteja presente em todos os produtos da Burberry até 2022.

A COLEÇÃO ReBurberry foi toda feita com materiais eco-friendly
(Divulgação)

“Carentena”

Mistura de carência com quarentena, a “Carentena” é o novo termo para representar a situação dos solteiros em tempos de isolamento. Muitos aplicativos de paquera registram alta nos acessos, com maior número de conversas longas e vídeo-chamadas nas últimas semanas. O Tinder, por exemplo, diz que as conversas brasileiras aumentaram em 25% e elas ficaram 20% mais longas. O psicólogo Roberto Debski diz que essas interações positivas são também uma maneira de fugir do estresse e da ansiedade.

Microcrédito emergencial

Foi aberto o processo de captação de propostas para contratação das linhas de crédito com garantia adicional do Fundo de Aval Bandes, que contará com até R$ 100 milhões para subsidiar financiamentos a empreendimentos de diferentes portes e segmentos. As linhas disponíveis são a de Microcrédito Emergencial Covid-19, cujas propostas poderão ter valor de até R$ 5 mil, e a linha Capital de Giro Emergencial Covid-19, cujo valor de contratação é de até R$ 31,5 mil.

Broa de outono

Muitas famílias estão botando a mão na massa e fazendo seus próprios pães. O chef padeiro Willians Marciano criou, a pedido da coluna, uma receita de broa que cai bem com o outono: 1 xícara de farinha de trigo, 1 xícara de fubá, 1 xícara de açúcar refinado, 1 colher (sopa) de fermento em pó químico, 1 ovo, meia xícara de manteiga e 1 colher (chá) de erva doce. Misture todos os ingredientes, divida a massa em peças individuais, tirando com uma colher de sorvete, e faça bolinhas. Unte a assadeira com óleo, pincele com gema e leve ao forno (180°C) por 10 a 12 minutos.

Mercado de luxo

O varejo da China – pelo menos o setor do luxo – passa bem, obrigado. A notícia que anda circulando é de que uma loja da Hermès situada em Guangzhou, no sul do país, vendeu mais de R$ 14 milhões no dia da sua reabertura depois do período de caos da pandemia.

A DESIGNER de interiores Patrícia Davel
(Cloves Louzada)

Cirurgias

Vejam só essa! O argentino Leo Blanco, de 23 anos, gastou mais de R$ 150 mil em procedimentos para ficar parecido com o astro do pop Michael Jackson, morto em 2009. Ele ganha a vida como cover do artista e passou por mudanças estéticas no nariz, bochechas, lábios e olhos para atingir seu objetivo.

Golpeando o tédio

Entre tantas aulas que estão sendo oferecidas por personal trainers nas redes sociais, uma chama a atenção: a Katana Strike, que é uma versão do Strong by Zumba. A atividade simula golpes de katana, uma espécie de espada japonesa, e tem sido indicada pelos profissionais como uma boa opção para espantar o tédio em tempos de quarentena, além de tonificar pernas, glúteos e braços.

Nanoantenas

Quando se fala em energia solar, pensamos logo nos painéis, mas uma novidade ainda mais eficiente são as nanoantenas. “Enquanto os painéis absorvem os raios infravermelhos, as nanoantenas dielétricas, graças às suas dimensões minúsculas, vão além e captam ondas de radiação eletromagnética. São capazes de explorar os raios visíveis e os ultravioleta, muito mais energéticos, possuem baixo custo e podem ser usadas tanto para absorver quanto para emitir energia”, explica Tiago Halseman, capixaba sócio-fundador de empresa japonesa de inovação.

Saudosos da bola

Para “driblar” o isolamento social, o futebol está botando a criatividade em campo. Muitos jogos clássicos do passado estão sendo reprisados na televisão brasileira. Na Argentina, o Newell’s Old Boys está selecionando jogadores para as divisões de base por meio de vídeos deles jogando. Na Dinamarca, um time estuda o “drive-in” para o público assistir aos jogos no estacionamento do estádio. As medidas podem ajudar a acalmar os ânimos…

Higienização em casa

Os cuidados com a higiene pessoal foram redobrados com a pandemia, e assim deve acontecer também com a limpeza da casa – pois o coronavírus sobrevive por dias em superfícies. “Espelhos e boxes de banheiro, por exemplo, devem ser lavados com água e sabão neutro. Em mesas, bancadas e outros tampos de vidro, pode ser utilizado álcool 70%”, recomenda o consultor técnico de empresa de vidros Luiz Cláudio Rezende.

Agrotóxicos

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) solicitou ao Supremo Tribunal Federal a suspensão da eficácia de leis municipais que proíbem a pulverização aérea de agrotóxicos. A entidade questiona 15 normas de municípios de seis estados brasileiros, incluindo o Espírito Santo. Segundo a CNA, as pragas e doenças da lavoura reduzem o volume da produção e causam prejuízos à qualidade dos produtos. Enquanto isso, os alimentos orgânicos (cultivados sem qualquer tipo de agrotóxico) seguem cada vez mais valorizados.

Artigo anteriorColuna 25 de abril
Próximo artigoBurberry sustentável
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here