A edição 2021 da cerimônia do Oscar, agendada para fevereiro, foi empurrada por dois meses, cravando uma nova data em 25 de abril. Com isso os produtores, tanto dos grandes estúdios quanto dos independentes, ganharam mais tempo para apresentar seus novos filmes, já que a data para classificar um longa ao prêmio também foi esticada.

Em um cenário em que as produções encontram-se paralisadas, e os filmes em pós-produção eram lapidados remotamente por equipes que não interagiam, ter mais tempo é uma forma de equalizar as chances para aparecer na festa.

A festa continua, mas não será mais a mesma.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here