PÉROLAS

“Ela não tem só a barriga solidária. Ela tem a alma solidária”

Karlla Leal sobre a cunhada Patrícia Monteiro, que cedeu o útero para realizar o sonho de ser mãe.

***

“Não podemos relaxar com a prevenção”

Rúbia Miossi, médica, sobre a queda na taxa de transmissão do novo coronavírus no Estado

***

“No futuro, teremos uma chamada educação mesclada, porque não terá mais diferença entre o presencial e o digital”

Cassiano Zeferino, presidente do Instituto Galileo Galilei para a Educação

***

“Meu tempo é agora”

Elza Soares, cantora, que acaba de completar 90 anos de idade

***

“Grande parte dos golpes aplicados tem como alvo vítimas da terceira idade”

Eduardo Pinheiro, especialista em tecnologia da informação

A arquiteta Luciene Bertolani que está com novos projetos na linha de cangas e t-shirt com estampas exclusivas e assinadas

Eles nas redes sociais

“É possível ver o lado positivo de todas as coisas sem negar a realidade, é possível amar, sem negar as sombras. Ter uma atitude mental positiva não é viver um positivismo tóxico, cego e ilusório, mas escolher diariamente se conectar com a energia da gratidão”

Luana Aguiar

***

 “O sentido da vida é a expansão de consciência”.

@parasermais

NOSSA DICA

“A Seleção”

Para quem está procurando um daqueles livros para devorar em 24 horas, texto cativante, fácil e gostoso de ler, “A Seleção” de Kiera Cass (ed. Seguinte) mostra uma história que se passa em um futuro distópico, em um país chamado Iléa, exatamente onde hoje é os Estados Unidos. Há um concurso com 35 garotas, todas disputando a chance de se casar com o príncipe Maxon, se tornando rainha. Para America Singer, uma artista, ser a selecionada significa perder seu grande amor, Aspen. Ao conhecer o príncipe Maxon, ela muda todos os conceitos que tinha sobre ele, como também os planos feitos para sua vida. O livro é o primeiro de uma série, com mais sete histórias. A trama será adaptada em filme pela Netflix.

O livro da autora Kiera Cass que será adaptado em um filme (Divulgação)
 

Contas públicas

O Governo do Estado prevê queda de R$ 3,4 bilhões na arrecadação anual. Somente de ICMS, serão R$ 2 bilhões a menos. No mês de maio, o Espírito Santo arrecadou R$ 331,7 milhões a menos de tributos estaduais e repasses federais que no mesmo período de 2019. “Mesmo num cenário mais pessimista de queda de receita, o Poder Executivo estadual tem a tendência de se manter abaixo do limite prudencial”, disse o secretário estadual da Fazenda, Rogelio Pegoretti.

***

Para fazer frente à queda projetada, Pegoretti diz que o governo prontamente tomou diversas medidas de corte de gastos e de contingenciamento que contribuirão para a economia de R$ 2,749 bilhões. Desses, R$ 1,590 bilhões em contingenciamento, sendo R$ 660 milhões de contingenciamento de recursos próprios; R$ 700 milhões em investimentos com recursos de petróleo; e R$ 230 milhões a partir da reversão dos superávits de fundos e autarquias para os cofres do Tesouro Estadual.

***

“É importante destacar que o contingenciamento de R$ 700 milhões em investimentos com recursos de petróleo trata-se de recursos do orçamento, dessa forma os investimentos já programados serão realizados com recursos que estão em Caixa. Todas as medidas têm como norte a preservação das contas públicas, o equilíbrio fiscal e a garantia de que o Estado e os municípios tenham capacidade financeira para enfrentar a situação atual”, disse-nos o secretário.

O cirurgião plástico Adriano Batistuta e a esposa Thaís Novaes se exercitando em casa durante a quarentena

Calvície

Neste período de isolamento, a procura por tratamentos de beleza têm aumentado, após a reabertura de clínicas com todos os protocolos de segurança exigidos pela Organização Mundial de Saúde. Os homens passaram a procurar atendimento, sobretudo para tratar a queda de cabelo. Para a calvície, a dermatologista Karina Mazzini indica – além do uso domiciliar de produtos tópicos e orais – procedimentos como o microagulhamento e a radiofrequência. “São processos em que os ativos são absorvidos diretamente no couro cabeludo, ativando o crescimento dos fios”, explica.

Variação de preços

Durante levantamento de preços entre os meses de maio e junho, equipe de coleta do Procon Vitória observou que supermercados localizados nas regiões de Jardim da Penha e Mata da Praia apresentaram o maior número de itens com os menores preços. Entre os itens de limpeza, a diferença chega a 155%. Entre as carnes, o frango (1kg) teve a maior variação: 70,48%. Já no pacote de café (250g), a diferença chegou a 56,34%. Vale sempre pesquisar antes.

Estrada de Ferro 118

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio Freitas, anunciou a intenção do governo de renovar duas concessões de ferrovias da Vale para viabilizar a conclusão de outros dois projetos no setor: a nova Transnordestina e a Ferrovia de Integração Oeste-Leste (Fiol). A boa notícia é que o Espírito Santo poderá ser beneficiado com uma nova linha entre Cariacica e Anchieta, a Estrada de Ferro Vitória-Rio (EF 118). As obras do primeiro trecho devem ter início entre o final de 2021 e o começo de 2022. Na torcida.

Direto e reto

Chamado de “blunt hair”, o corte do momento nos salões é reto, sem repicados, deixando o look delas mais alinhado. O hair stylist e visagista Whagner Torezani diz ainda que as franjas estão em alta na moda inverno, só que dessa vez aparecem mais alongadas, na altura do nariz, e ralas, estilo “Bardot”. Nos fios loiros, a pegada é o mel. Já nas morenas, o tom é o marrom. “O contexto atual pede produções mais naturais e que demandam manutenção menor. Tons muito ‘fantasia’, como avermelhado, unicórnio e ruivo, estão em baixa”, disse-nos.

Carta

Uma carta escrita por Vincent van Gogh e o amigo Paul Gauguin descrevendo visitas a bordéis e discutindo o futuro da arte acaba de ser vendida em um leilão por 210.600 euros (cerca de R$ 1,2 milhão). O material será levado para o museu de Van Gogh em Amsterdã, e, segundo a fundação do pintor holandês, era o documento mais importante dele que não estava em nenhum museu.

Fragmento de óleo

Nove meses após derramamento de petróleo que atingiu o litoral do Nordeste e parte do Sudeste, pequenos fragmentos de óleo foram encontrados no último fim de semana em três praias de Pernambuco e duas de Alagoas. Órgãos ambientais acreditam que o material estava sedimentado no fundo do mar ou preso em corais. O biólogo Clemente Coelho diz que o aparecimento desses fragmentos era esperado. “O óleo não desapareceu. É preciso ficar atento”, comenta.

Artigo anteriorColuna 27 de junho
Próximo artigoColuna 29 de junho
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here