A Palavra

Para começar bem a semana: “Agora que já se ouviu tudo, aqui está a conclusão: Tema a Deus e guarde os seus mandamentos, pois isso é o essencial para o homem. Pois Deus trará a julgamento tudo o que foi feito, inclusive tudo o que está escondido, seja bom, seja mal”. Eclesiastes 12:13,14



Eles nas redes sociais

“Amiga, desculpa a demora pra responder, esses últimos 3 anos foram complicados”

@brunhossauro

***

“ ‘Qual é a sua desculpa?’ Um minuto, vou pegar minhas anotações”

@milhonara

Maria Borgo e Ludmila Tavares esbanjando beleza e charme, em novo espaço de gastronomia da Ilha (Cloves Louzada)

Sisu

A Ufes ofertará 2.701 vagas de graduação para ingresso por meio do Sisu 2021/1. Do total de vagas distribuídas nos 71 cursos oferecidos nos campi da universidade (Goiabeiras, Maruípe, Alegre e São Mateus), 1.345 são destinadas à ampla concorrência e 1.356, à reserva legal prevista na Lei 12.711/2012. O período para inscrição dos estudantes no Sisu vai de 6 a 9 de abril, conforme previsão do MEC. Só podem participar os que se submeteram ao Enem de 2020 e tiveram nota diferente de zero na prova de redação.

Delivery seguro

A Food and Drugs Administration (FDA), agência reguladora ligada ao governo americano, divulgou parecer afirmando que os alimentos e suas embalagens têm mínima probabilidade de espalhar a SARS-CoV-2. A FDA divulgou que o número de partículas de vírus que poderiam ser captadas na superfície é insuficiente para causar a Covid-19. “Essa notícia reitera nosso argumento de que os bares, restaurantes e similares são locais seguros”, afirma Rodrigo Vervloet, presidente do Sindicato dos Bares, Restaurantes e Similares (SindBares).

Nova escola

O bairro Vale Encantado, em Vila Velha, vai ganhar uma nova escola municipal de ensino fundamental. Ao todo, na nova unidade, serão 12 salas de aulas, com três salas de AEE, biblioteca, quadra poliesportiva coberta, salas de informática, robótica e multiuso. Serão três pavimentos, com quadra poliesportiva coberta, quadra de areia, pátio descoberto, bicicletário e estacionamento. É uma parceria da prefeitura com o governo estadual, para viabilizar o espaço com capacidade de atendimento para aproximadamente 720 alunos. A previsão é de que a obra seja concluída no segundo semestre de 2022.

Brunella e Paulo Caldellas, em jantar no Barro Vermelho (Cloves Louzada)

Série documental

A Netflix lança na próxima quarta-feira a série documental “O Falsificador Mórmon”. A produção original da plataforma investiga três atentados a bomba que mataram duas pessoas na comunidade mórmon de Salt Lake City, nos EUA, em 1985. Posteriormente, as investigações descobriram uma série de documentos no carro de uma das vítimas, incluindo uma carta que poderia conter informações devastadoras para a história do mormonismo.

Crédito imobiliário

A demanda pela linha de crédito imobiliário do Banestes teve crescimento expressivo de 300% no ano de 2020, quando comparado a 2019, e, nos primeiros meses de 2021, a procura permanece aquecida. O diretor de Negócios do Banestes, Hugo Gaspar, destaca a modernização ocorrida no processo de contratação da linha de crédito. “Revisitamos permanentemente nosso processo de crédito. Ele está moderno e automatizado em boa parte. Buscamos sempre simplificar os processos”.

Jornalismo

O Facebook se comprometeu, na última semana, a investir um bilhão de dólares (algo como R$ 5,41 bilhões) no setor jornalístico durante os próximos três anos. O anúncio aconteceu depois de a rede social divulgar que voltará a veicular conteúdos noticiosos na Austrália, após chegar a um acordo com o governo local sobre uma nova normativa que obrigaria a empresa do Vale do Silício a remunerar os veículos de comunicação australianos pela publicação de suas notícias. O projeto de lei do país oceânico desencadeou a primeira grande batalha entre as empresas de mídia e as gigantes de tecnologia.

Carminha Ribeiro e Sérgio Paulo Rabello, em noite para profissionais da área de arquitetura e decoração, em Santa Lúcia (Mônica Zorzanelli)

Relato

A história da artista e escritora americana Chanel Miller é revelada no livro “Eu tenho um nome”, lançamento da editora Intrínseca. Ela ficou conhecida anonimamente depois de ter sido abusada sexualmente no campus da Universidade de Stanford em 2015. Chanel revela no livro seu tumultuado processo de cura e desafia a cultura que desencoraja as vítimas de buscarem justiça, mostrando como a frieza do sistema judicial pode ser uma armadilha de humilhações e sofrimento para as vítimas de agressão sexual.

Trabalho doméstico

Ah, se a moda pega! Um tribunal de Pequim, na China, condenou um homem a indenizar a mulher pelo trabalho doméstico que desempenhou durante o casamento. A decisão foi tomada no julgamento de um pedido de divórcio feito pelo homem. A mulher argumentou no tribunal que o marido pouco ou nada tinha contribuído para o trabalho doméstico e para a criação dos filhos ao longo dos cinco anos de casamento e exigiu uma compensação. O tribunal decidiu que a mulher tem direito a uma indenização de mais de 6 mil euros e a um pagamento mensal de mais de 250 euros.

Carla Moulin e Giovanna Dias, em evento de boa conversa recheado de doçuras, na Praia da Costa (Cloves Louzada)

Artigo anteriorBolsa-luva da Prada
Próximo artigoColuna 02 de março
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here