ELES NAS REDES SOCIAIS

“Estou vivendo ou apenas aceitando cookies nos portais, sendo rejeitado por motoristas de Uber e recusando ligações de São Paulo?”

@perrenguemt

“Educar meu filho para que ele não pense que estar com duas mulheres o tornará mais homem.”

@girlpwr


A filha Fernanda Prates em seu aniversário no último dia 30. “E toca a vida!” (Cloves Louzada)

Fake news banidas

O YouTube resolveu banir da plataforma qualquer tipo de vídeo ou canal que preguem sobre supostos perigos de vacinas ou que coloquem em dúvida a eficácia. A plataforma também vai excluir contas relacionadas a movimentos antivacina e não se restringirá apenas às informações sobre os imunizantes contra a Covid-19, mas também sobre todas as vacinas.

Busca por gasolina barata

O aplicativo de mobilidade Waze conta com uma ferramenta que pode ajudar muito nestes tempos de gasolina nas alturas. Trata-se de um mecanismo de busca que permite encontrar postos de combustível próximos à localização do usuário que têm os menores preços. Essa lista é atualizada diariamente ou até mesmo mais de uma vez no mesmo dia.

Campanha

A campanha nacional para incentivar a doação de órgãos deste ano está focada em estimular quem deseja doar a conversar com seus familiares. Pela legislação brasileira, não adianta deixar expresso em documento o desejo, pois a palavra final caberá sempre aos parentes. De acordo com o Ministério da Saúde, em 2020 o índice de recusa à doação de órgãos pela família ficou em 37,8% dos casos com morte encefálica, momento que torna o quadro irreversível, mas que ainda permite a extração de órgãos e tecidos.


Rachel Pires e Mayka Schneider (Cloves Louzada)

Só o CPF

O Senado aprovou o projeto de lei que estabelece que o Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) será o “número único e suficiente” para identificação do cidadão em todos os bancos de dados do poder público. O objetivo é estabelecer um único número ao cidadão para que ele possa ter acesso aos seus prontuários no SUS e aos sistemas de assistência e previdência social.

Segurança integrada

Foi inaugurado nesta semana em São Paulo o Centro Integrado de Inteligência de Segurança Pública da Região Sudeste. O projeto reúne equipes multidisciplinares compostas por profissionais do Espírito Santo, de Minas Gerais, do Rio de Janeiro e de São Paulo, além de órgãos federais, que atuarão em conjunto no combate, prevenção e repressão às atividades criminosas.

Família Rocha no B-day de Nanda. Cris, Júlia, Regi e Simone  (Cloves Louzada)

Partiu, vacinar!

Está acontecendo em todo o Estado a Campanha Nacional de Multivacinação para incentivar a atualização do cartão de vacina de crianças e adolescentes de zero a menores de 15 anos. A ação é muito importante, tendo em vista que nos últimos anos, segundo o Programa Estadual de Imunizações, o Espírito Santo tem apresentado redução da cobertura vacinal.

Contra a corrupção

O superintendente regional da Polícia Federal no Espírito Santo, Eugênio Ricas, fala sobre corrupção no webinar gratuito que acontece na próxima terça, promovido pelo Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES). Ricas vai falar sobre sua experiência no meio investigativo no Brasil e nos EUA.

Artigo anteriorColuna 01 de outubro
Próximo artigoColuna 03 de outubro
Maurício Prates nasceu em Cachoeiro de Itapemirim e a comunicação em sua vida começou muito cedo. Aos 11 anos, em 1954, produziu o seu primeiro jornal. Um jornalzinho que falava da escola, dos estabelecimentos de ensino professor Alfredo Herkenhoff. Foi até a papelaria Vieira e pesquisou com Geraldino Poubel o preço da publicação e em seguida percorreu o comércio para vender anúncios e cobrir a despesa do seu primeiro jornal. Não ganhou nada. Só mesmo experiência. No mês seguinte a história mudou e além de publicar o segundo número do jornal, ainda sobrou dinheiro para comprar um sapato novo, ir ao cinema e tomar, de uma só vez, três sorvetes na " Polar", a mais tradicional sorveteria da cidade. E não parou mais. E de lá para cá, deu no que deu! Maurício é bacharel em direito, mas nunca exerceu advocacia. É jornalista e radialista com registros no ministério do trabalho. Tudo guardado em sua carteira de trabalho. Uma única carteira, assinada somente por empresas do grupo João Santos. Sua magistral universidade de vida. O primeiro contrato de trabalho foi na fábrica de cimento, como auxiliar administrativo; depois foi para o Jornal Arauto - que circula desde de 1976 sob sua direção -. em 1978 foi contratado pela Nassau Editora Radio e TV e montou A Tribuna fm Cachoeiro. Em 1982 veio para Vitória dirigir a rede A Tribuna onde ficou até 1998, quando fez um acordo com A Tribuna, fechou o seu contrato de trabalho e lançou a sua coluna diária em A Tribuna, no dia 08 de outubro de 1998. "O grupo João Santos é, e sempre será uma extensão na minha vida, não somente profissional, mas principalmente pela formação de minha vida", diz Maurício Prates para quem quer ouvir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here